A tecnologia da f1 nas ruas com o Mercedes ONE

Não existe um único fã de Fórmula 1 em todo o planeta que nunca se pegou pensando se algum dia seria possível um veículo de rua usar os mesmos recursos de um carro de corrida da categoria. As altas velocidades e rotações que estes motores entregam é algo simplesmente surreal e que encanta a todos!

Carros
Publicado em 21/06/2022 por Alan Corrêa
A tecnologia da f1 nas ruas com o Mercedes ONE

Acontece que, após anos, essa junção finalmente irá acontecer e, ainda por cima, com a escuderia mais vitoriosa da última década na categoria: a Mercedes. Em uma parceria inédita entre a escuderia e os engenheiros da AMG, a marca alemã anunciou ao mundo o Mercedes AMG One, simplesmente o primeiro carro que utiliza toda a tecnologia de um Fórmula 1 possível de se utilizar na rua!

Atraso no lançamento

Hipercarro possui tração híbrida E PERFORMANCE e mais de 1.000 cv
Hipercarro possui tração híbrida E PERFORMANCE e mais de 1.000 cv

Por mais que pareça ser um lançamento completamente inovador (na realidade é sim), para a Mercedes não passa de um atraso em um projeto que estava previsto para 2017, mas que por conta de alguns problemas, precisou ser postergado.

Em 2017, a divisão esportiva da marca, a famigerada AMG, completaria seus 50 anos de existência e, para comemorar da melhor forma, em uma parceria inédita com a AMG Petronas (escuderia de Fórmula 1 da marca), traria a vida um modelo que utilizasse os mesmos componentes de um carro da divisão.

Porém, alguns problemas aconteceram e a AMG precisou postergar o lançamento do modelo com tecnologia de Fórmula 1. Foi então que, cinco anos depois, no aniversário de 55 anos da divisão esportiva, o Mercedes AMG One foi mostrado para o público e obteve a autorização para ser produzido.

Design chamativo e aerodinâmico

AMG ONE celebra o aniversário de 55 anos de fundação da marca
AMG ONE celebra o aniversário de 55 anos de fundação da marca

Não há como negar que o design é extremamente chamativo, atrelando modernidade com esportividade do cupê de duas portas (que se abrem de forma tesoura). Ao se observar o modelo, a impressão que passa é que o design foi uma versão futurística e melhor acabada da CLK AMG GTR, modelo utilizado para correr em Le Mans pela Mercedes no final dos anos 90 e que ficou eternizado no mundo automotivo.

O hiperesportivo de dois lugares traz a tecnologia de acionamento híbrido de Fórmula 1 para as ruas e estradas pela primeira vez
O hiperesportivo de dois lugares traz a tecnologia de acionamento híbrido de Fórmula 1 para as ruas e estradas pela primeira vez

Projetado para aguentar velocidades extremas, o modelo utiliza alumínio embaixo da carroceria, com cinco braços e duas barras ajustáveis, sendo estas montadas transversalmente, substituindo efetivamente a tradicional barra estabilizadora para reduzir o balanço da carroceria. O modelo ainda é repleto de itens para gerar aerodinâmica, como difusores dianteiros, passagens de ar nos arcos das rodas dianteiras e a asa traseira móvel.

Quando olhamos o interior do veículo, a sensação é de estar a bordo de um carro de Fórmula 1 de verdade! A começar pelo volante que é uma clara alusão ao mesmo que é utilizado nos carros da categoria. Se destacam duas telas de 10 polegadas cada no interior do veículo, sendo uma para o painel e outra com a central multimídia. Além da combinação de fibra de carbono com couro e alcântara, alguns aspectos interessantes e tecnológicos aparecem neste carro que, praticamente, é um veículo para corrida, como vidros elétricos e câmeras no lugar dos retrovisores.

Motorização é o ponto alto

O desempenho híbrido produz uma potência total de 1.063 cv de um motor à combustão combinado com quatro motores elétricos, atingindo uma velocidade máxima (limitada) a 352 km/h.
O desempenho híbrido produz uma potência total de 1.063 cv de um motor à combustão combinado com quatro motores elétricos, atingindo uma velocidade máxima (limitada) a 352 km/h.

Mas tudo o que foi descrito acima não seria nada sem o impressionante motor que o veículo utiliza. Com os mesmos sistemas de propulsão que os carros de Hamilton e Russell, o motor V6 1.6 híbrido com quatro motores elétricos consegue ter rotações de até 11.000 rpm e uma potência total combinada de impressionantes 1.063 cv!

Os números de torque não foram divulgados, mas o que se sabe é que o AMG One consegue realizar o 0 – 100 em apenas 2,9 segundos e alcançar uma velocidade total de 352 km/h. Nada mau para um carro com motor 1.6!

Utilizando um sistema de tração integral e um câmbio automatizado de sete velocidades, o modelo ainda te permite escolher três modos de condução, sendo o eles o Race Safe (modo mais tranquilo), Race (modo mais agressivo) e EV (modo 100% elétrico)

Virá para o Brasil?

O desenvolvimento foi realizado em estreita cooperação com os especialistas em Fórmula 1 da Mercedes-AMG High Performance Powertrains em Brixworth, na Inglaterra
O desenvolvimento foi realizado em estreita cooperação com os especialistas em Fórmula 1 da Mercedes-AMG High Performance Powertrains em Brixworth, na Inglaterra

Se você se interessou e deseja comprar um Mercedes AMG One, temos uma péssima notícia para você: todos os modelos já estão vendidos desde 2019, quando 275 compradores adquiriram todas as unidades do modelo sem sequer terem visto o mesmo!

Custando a bagatela de 2 milhões de dólares, cerca de 10 milhões de reais, sabe-se que existem brasileiros que adquiriram o veículo, mas nenhum deles reside no país. Em outras palavras, será quase impossível ver um desses por aqui.

*Com informações da Mercedes.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?