BMW 503 e 507 marcaram época

Dois modelos que foram muito cobiçados na época, em um salão de automóvel que se localizava na Alemanha, especificamente em Frankfurt, apresentou vários modelos de veículos, mas as linhas produzidas pela BMW foram as que mais chamaram a atenção.

História
3 meses atrás
BMW 503 e 507 marcaram época

Um veículo diferente, chamativo, com um design deslumbrante feito pelas mãos de um designer menos conhecido, chamado Albert Goertz. Assim, foi reconhecido os modelos 503 e 507 da BMW, marcando o coração de todos os fãs.

Além do desenvolvimento estético, os seus equipamentos também contam com muita qualidade e potência de última geração, tornando os dois veículos ainda mais desejados para quem ama as versões da marca BMW.

Motor V8 de última geração

BMW 503 Convertible
BMW 503 Convertible

O poderoso BMW 503, que trazia a presença clássica de um grande GT, e o atlético e esportivo 507 mostraram do que a BMW era capaz. O chassi, os eixos e o motor eram praticamente idênticos ao igualmente lendário BMW 502 3.2, carinhosamente conhecido como Anjo Barroco.

Os motores dos veículos são de última geração, sendo de 8 cilindros com uma capacidade de suporte em basicamente 3,2 litros. Trazendo novos recordes em relação à sua potência e ao seu percurso.

Quando falamos do modelo 503, ele chegava a entregar pelo menos 140 cv, atingindo uma velocidade máxima de 190 km/h. A versão 507, teve alguns ajustes em relação a esses valores, apresentando até 150 cv, com a velocidade máxima em até 220 km/h, com os parâmetros da marcha final melhorados.

Os ajustes realizados na marcha e na potência dos cilindros resultaram em grandes modificações melhoradas, inclusive na quilometragem e na performance dos veículos.

Especificações dos modelos 503 e 507

The BMW 503 Coupe Sport, year of manufacture 1959
The BMW 503 Coupe Sport, year of manufacture 1959

O modelo 507, se dá por umas características marcantes, ele quase não possui adornos, mas em relação ao seu eixo, e o seu baixo centro, ele ainda é considerado um dos veículos mais bonitos, liderando vários rankings. Sua performance não deixa a desejar, entregando todas as expectativas esperadas pelos fãs.

Já o modelo 503, possui algumas diferenças comparado a versão 50. Ele é caracterizado como um veículo mais clássico e esportivo, trazendo potência e performance o suficiente para trajetos de longa distância. Além disso, para facilitar a centralidade do eixo, a sua caixa de câmbio foi projetada para a parte traseira.

The BMW 503 Coupe Sport, year of manufacture 1959
The BMW 503 Coupe Sport, year of manufacture 1959

Os dois veículos são excelentes em relação a performance, sendo que um traz uma quilometragem maior, e o outro, com uma quilometragem para percorrer distâncias ainda maiores, oferecendo o melhor conforto para os motoristas.

Um designer até então pouco conhecido

O design deslumbrantes dos modelos 503 e 507, foram criados pelo designer alemão chamado Albrecht Graf von Goertz, nascido em 1914, ele teve tempo para passar por várias experiências em outras áreas, mas desenvolveu a sua paixão pela criação da imagem dos automóveis no ano de 1936, no Hot Rod da Costa Oeste dos EUA.

Elvis` BMW 507. Hans Stuck achieves class win at the "Grosser Bergpreis von Deutschland" Hillclimb at Schauinsland near Freiburg in 1958 with the BMW 507, VIN 70079
Elvis` BMW 507. Hans Stuck achieves class win at the “Grosser Bergpreis von Deutschland” Hillclimb at Schauinsland near Freiburg in 1958 with the BMW 507, VIN 70079

No entanto, o sucesso em grande escala permaneceu indescritível para os carros dos sonhos de Albrecht Graf von Goertz. Nem mesmo Elvis Presley, que causou grande agitação ao comprar um BMW 507 durante o serviço militar na Alemanha, poderia fazer muita coisa para mudar isso. O problema era que as pessoas que tinham dinheiro para comprar um ainda eram muito poucas e os clientes no principal mercado de exportação dos EUA já estavam mal-acostumados em termos de potência e deslocamento; até os velhos e sóbrios carros de família tinham um motor de oito cilindros sob o capô nos Estados Unidos.

A partir daí, ele começou a trabalhar com alguns designers conhecidos na época, e então foi se desenvolvendo nesse ramo até conseguir uma boa aquisição com a equipe da BMW.

Assim que entrou para a marca, foi cada vez mais se desenvolvendo e subindo um nível a mais. Foi aí, que então começou a participar da criação dos modelos da 503 e 507, o único empecilho é que naquela época, poucas pessoas tinham condições de comprar o modelo. Mesmo nessas condições, foram produzidas 251 unidades da versão 507 e 412 da 503.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?