Cresce a emissão de CNH para surdos

A carteira de habilitação para surdos é um direito de acordo com a resolução 168 do Conselho Nacional de Trânsito. A novidade já existe desde 2013 e o número de emissões tem crescido constantemente.

Notícias
1 ano atrás
Cresce a emissão de CNH para surdos

Habilitação para surdos

O fundamental para dirigir é ter uma boa visão, habilidade prática e responsabilidade no trânsito, atributos esses que estão acessíveis aos portadores de surdez.

Tanto é assim que muitos condutores ouvintes tem o costume de dirigir com as janelas fechadas e com o som em alto volume. Ora, nestas condições os ruídos externos ficam praticamente eliminados.

Detran de São Paulo

Antes de 2013 parecia impossível um surdo conseguir tirar CNH, mas a partir de então o Detran de São Paulo liberou a emissão e o crescimento até 2018 teve um aumento de 38,5%.

Todas as unidades do Detran em São Paulo já tem disponível o serviço para surdos, que inclui se for preciso prova adaptada. O resultado desta iniciativa foi o total de 26.778 CNHs emitidas do ano 2013 até 2018.

Número de CNHs emitidas para surdos

  • 2013 – 4.251
  • 2014 – 4.512
  • 2015 – 5.254
  • 2016 – 5.406
  • 2017 – 5.717
  • 2018 – 5.889

Requisitos para surdos tirarem a CNH

Em via de regra, o processo de habilitação é idêntico a todos os candidatos: exames psicológico e médico, CFC, aulas de direção, provas teórica e prática.

Caberá ao médico decidir se o candidato terá a necessidade do auxílio de aparelhos ou prótese auditiva.

Para a prova teórica de habilitação existe o apoio do Programa de Atenção à Acessibilidade do Detran de São Paulo e para a prática se pode requerer uma prova adaptada com intérprete.

Durante a execução das questões, os candidatos podem utilizar a mediação online de um profissional em Libras.

Através da plataforma online do Detran os cidadãos surdos tem acesso a um tutorial em Libras, explicando cada etapa do processo de CNH, bem como o funcionamento da solicitação do auxílio da intérprete para a prova adaptada.

Bruno Dadalto Barbosa, de 30 anos (foto: reprodução / DETRAN-SP)
Bruno Dadalto Barbosa, de 30 anos (foto: reprodução / DETRAN-SP)

Condução segura

Embora a surdez prejudique a atenção auditiva do trânsito, os motoristas surdos acabam desenvolvendo uma vigilância maior na direção, o que está sendo reconhecida pelo menor índice de suspensão de CNH.

Em realidade, como os surdos costuma fazer um planejamento do itinerário, medindo os riscos, sua atitude preventiva é superior aos motoristas sem deficiências.

Obrigações

É importante que o condutor cego verifique se sua carteira de habilitação teve a inclusão da letra B, pois em caso de acidente ela será a prova de sua deficiência.

Os surdos também devem identificar seus veículos com o símbolo internacional da surdez no vidro traseiro para os outros condutores respeitarem sua deficiência, bem como podem colocar no vidro dianteiro para alertar as autoridades.

Emerson Luiz de Araújo Andrade (foto: reprodução / DETRAN-SP)
Emerson Luiz de Araújo Andrade (foto: reprodução / DETRAN-SP)

Infelizmente, muitos desconhecem esse símbolo e não entendem que diante de um condutor surdo se deve emitir sinais de luz e não com a buzina.

Superando preconceitos

A novidade está sendo muito bem recebida pelo público com surdez, pois, além de permitir se locomover com rapidez, está sendo uma nova oportunidade de arranjar emprego.

Também é um excelente meio de favorecer a independência dos portadores de surdes, em vez de terem que ficar dependendo de algum familiar ou amigo para se locomover com veículo.

Mas existem ainda muitos preconceitos a superar, como melhores condições e estruturas, mais divulgação de informação e incentivo a vencer o medo natural de ser reprovado.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?