buscar
Carros

Lá Fora: Toyota apresenta o novo Supra

Os esportivos japoneses sempre foram sonho de consumo de muitas pessoas ao redor do mundo, principalmente aqui no Brasil já que nunca recebemos a importação oficial de modelos como os Nissans 350Z, Skyline, GT-R, os Mazdas RX-7 e RX8 e o tão requisitado Toyota Supra.
Publicado em Carros dia 7/05/2019 por Alan Corrêa

Os esportivos japoneses sempre foram sonho de consumo de muitas pessoas ao redor do mundo, principalmente aqui no Brasil já que nunca recebemos a importação oficial de modelos como os Nissans 350Z, Skyline, GT-R, os Mazda RX-7 e RX8 e o tão requisitado Toyota Supra.

Este último por sinal teve uma nova geração confirmada no dia 14 de janeiro deste ano no Salão de Detroit. Descontinuado desde 1999 (2002 em alguns mercados da oceânia e no Japão), o modelo pretende voltar com todas as forças para poder fazer o público que ficou órfão do modelo matar a saudades de um veículo tão intenso e cativante quanto o Supra foi.

História do Supra

A história do Supra teve início no ano de 1979 com a intenção de desenvolver um veículo baseado no modelo Celica, porém com um estilo mais esportivo que este e adotando algumas características únicas que mais tarde se tornariam base para o desenvolvimento das próximas gerações do Supra.

Toyota Celica XX 2000G 1979 (foto: TTTNIS / wikimedia)

Algumas destas alterações foram a diferença de dimensões entre os veículos (Supra mais comprido e mais largo), a adição das suspensões independentes e freio a disco nas quatro rodas além é claro do motor 6 cilindros 2.6 com injeção direta (o primeiro da Toyota a receber tal tecnologia), fazendo desta geração conhecida como Mark I.

Em 1981, ainda na primeira geração, chegava um motor 2.8 litros que dava início ao processo de transição para a segunda geração. A segunda geração (Mark II) foi lançada em 1982 e ainda contava com o nome de Celica Supra e já passou a contar com faróis escamoteáveis e o aerofólio incorporado à carroceria, que juntamente ao motor 2.8 de 145 cv (150 com algumas modificações com o passar dos anos) faziam o veículo ultrapassar os 200 km/h.

Toyota Supra 1981 (foto: Bull-Doser / wikimedia)

Foi no ano de 1986 em que o Supra começa uma nova fase em sua trajetória com o lançamento da terceira geração (Mark III). Foi nesta geração em que o modelo fez tanto sucesso que o veículo ultrapassou a marca das 20 milhões de unidades vendidas e, contando com um design mais robusto e sofisticado, também conseguiu a “independência” do nome Celica, passando a ser apenas Supra.

A motorização do Supra de terceira geração impressiona bastante. Com um novo motor 3.0 de 200 cv no lançamento, um ano depois foi a vez da Toyota implementar um motor turbo pela primeira vez em um veículo, escolhendo o esportivo para receber a turbina e desenvolver 233 cv. Não demorou muito para o Supra também receber o ABS e, em 1990, receber um motor bi-turbo de 280 cv rendendo 250 km/h com limitador de velocidade.

Mas foi no ano de 1993 que a 4ª geração do Supra que todos amamos e temos guardados em nossas memórias (em grande parte graças ao modelo de Bryan O’Conner de Velozes e Furiosos) foi lançada. Um design completamente diferente e inovador cativou o público com facilidade, além dos motores 3.0 de 223 cv e um bi-turbo de 324 cv.

Toyota supra de 1995, do filme Velozes e Furiosos (foto: János Tamás / wikimedia)

O fim do Supra foi decretado graças as leis de emissão de poluentes as quais o modelo da Toyota não se encaixava mais, tendo sua produção encerrada e deixando milhões de fãs ao redor do mundo com saudades deste eterno veículo.

O retorno do Supra

Para a imensa alegria de todos os fãs do icônico Supra, a Toyota anunciou a volta do modelo em janeiro deste ano com previsão de início das vendas na primavera japonesa de 2019 (entre março e junho).

Embora o veículo conte com um design completamente renovado, mais esportivo e futurista, alguns traços ainda remetem ao Supra Mark IV, trazendo uma sensação de nostalgia ao olhar para esta nova geração.

Toyota Supra
Toyota Supra

Para garantir a máxima diversão no veículo, o mesmo teve sua estrutura reforçada e voltada para a esportividade, que juntamente a um centro de gravidade mais baixo e uma relação de entre-eixos curto fazem com que esta geração tenha o sentimento de um esportivo puro, assim como seu antecessor.

Dois tipos de motores serão disponibilizados no Supra Mark V, cada um atendendo um tipo de gosto para o esportivo. O primeiro, para os mais puristas, nada melhor que um motor 6.3 turbo de seis cilindros em linha que produz cerca de 50 kgfm de torque. Agora a segunda opção é para caso você decida por uma condução mais limpa, pode optar por dois tipos de motores 2.0 turbo, um com 258 cv e outro com 197 cv, escolhendo qual melhor se adequa ao seu estilo. Todos os modelos virão acoplados com uma transmissão automática de 8 velocidades.

Toyota Supra
Toyota Supra

A suspensão também será um diferencial do modelo. Nesta nova geração, a suspensão dianteira contará com suporte de mola com articulação dupla enquanto a traseira do tipo multi-link, podendo ambas serem adaptáveis para o terreno e a velocidade do veículo naquele momento.

Ainda não foram divulgados preços mais estados no novo Supra, mas a sensação de um modelo tão icônico voltar às linhas de produção depois de 17 anos é simplesmente indescritível, e com toda certeza diversos entusiastas mundo a fora estão apenas esperando o lançamento para adquirirem seu exemplar.