Porsche entrega 55.700 veículos no primeiro trimestre de 2019

Engana-se quem pensa que o Porsche é um veículo exclusivo para poucos. Só no primeiro trimestre de 2019 já foram vendidos 55.700 unidades. Com a demanda das novas gerações lançadas este ano, como os esportivos Porsche 911 e Cayenne Coupé, o número de vendas ainda deve aumentar mesmo comparado com o excepcional ano de 2018.

Notícias
5 meses atrás
Porsche entrega 55.700 veículos no primeiro trimestre de 2019

A Porsche AG está otimista com o desempenho de vendas, mas o ano de 2019 ainda representa um desafio. O primeiro trimestre do ano, com 55.700 veículos vendidos, teve uma redução de 12% em relação ao mesmo período de 2018, que atingiu a cifra de 63.478 unidades.

O desafio de 2019

Porsche
Porsche

“2019 começou trazendo um desafio para nós e para toda a indústria automotiva”, afirma Detlev von Platen, membro do Conselho Executivo da Porsche AG responsável por Vendas e Marketing.

“A mudança para o novo ciclo de testes WLTP e a adoção de filtros de partículas para gasolina continuou a nos ocupar durante os primeiros meses do ano. Além disso, o começo de ano excepcionalmente forte que tivemos em 2018 significa que já era para se esperar um primeiro trimestre comparativamente mais fraco.” Outro fator que pesou foi a troca de gerações do campeão de vendas Macan e do icônico carro esportivo 911. O novo 911 foi apresentado em Los Angeles no final de novembro passado e está sendo lançado gradualmente nos mercados individuais.

Novo Macan na linha de montagem
Novo Macan na linha de montagem

Por outro lado, a linha Cayenne obteve um considerável aumento de 35% em 2019, alcançando o total de 18.310 unidades, e sendo superado apenas pelo campeão de vendas Macan, com 19.795 modelos entregues.

Novos lançamentos

De acordo Detlev von Platen, membro do Conselho Executivo da Porsche AG, o ano 2019 promete muito e “permite olhar com otimismo para o futuro”, pois contará com novos lançamentos: o inédito Cayenne Coupé, a oitava geração do Porsche 911 e o primeiro modelo esportivo totalmente elétrico: o Taycan 2020.

Porsche Taycan
Porsche Taycan

Destaca ainda Detlev que é preciso ter em mente que o crescimento vertiginoso do início do ano passado foi considerado excepcional e fatores como o rigoroso novo procedimento de testes de emissões de poluentes (WLTP) ainda está sendo absorvido pela Porsche e por toda a indústria automotiva.

Continente Americano

Comparado de janeiro a março do ano passado, com 13.954 veículos, o mercado nos EUA é o que marcou maior índice em porcentagem de crescimento em 2019, com 15.024, um superávit de 8%.

Aliás, as Américas foram o único continente a registrar um crescimento de 2018 para 2019, onde o mesmo trimestre inicial teve 8% de aumento, de 16.598 para 17.707 vendas.

Europa

A Europa foi a que sofreu maior perda, com uma diferença negativa de 32%, de 20.601 para 14.004 entregas. Particularmente a Alemanha, o país de instalação da Porsche em Stuttgart, que mais pesou na balança com uma queda de 28%, de 7.724 para 5.557 veículos.

Sede da Dr. Ing. h.c. F. Porsche AG localizada em Stuttgart - Zuffenhausen
Sede da Dr. Ing. h.c. F. Porsche AG localizada em Stuttgart – Zuffenhausen

A Porsche, marca de origem austríaca, mas que hoje possui sua sede instalada na cidade de Stuttgart (Alemanha), já começou com este estilo de veículos adotando a tecnologia híbrida em seu modelo de maiores vendas no mercado global, o SUV Cayenne.

Como já vem se tornando prática constante da montadora alemã Porsche as ações para a criação de veículos elétricos e híbridos, a mesma decidiu liberar no dia 5 deste mês um relatório que demonstra a eficiência de suas tecnologias e colocando em números o quão benéfico para a sociedade estão a ser seus veículos. De acordo com este relatório, a Porsche desde 2014 conseguiu reduzir a emissão de gás carbônico (CO2) em 75% desde 2014, mostrando assim um grande avanço neste setor e mostrando que até mesmo veículos esportivos podem ser divertidos e preservarem o meio ambiente ao mesmo tempo.

China

A China, que sofre uma crise geral no mercado e aguarda a redução no índice do imposto sobre preço incluído, as vendas também foram menores, de 18.672 para 16.890, diferença de menos 10%.

Os países da Ásia-Pacifico, África e Oriente Médio, por sua vez, foram o que tiveram maior número de vendas este ano, com 23.989, mas registrarem um declínio de 9% ao ano de 2018.

Brasil

O Brasil parece ser um mercado promissor para a Porsche, onde as vendas continuaram estáveis mesmo comparadas ao declínio geral que houve em 2019. Isso sem contar que o novo Macan ainda não chegou ao país para alavancar as vendas como ocorreu nas outras regiões.

Mesmo assim, modelos como o esportivo 718 Boxster tiveram aumento de 77% com 70 veículos vendidos e o Porsche Cayenne que registrou 94% com 171 unidades.

Porsche 718 Boxster
Porsche 718 Boxster

Com efeito, a Porsche visa investir mais no país com lançamentos de novos modelos, com a oitava geração do 991, e com a instalação de novas unidades de vendas Porsche Centers, como em Goiânia e Fortaleza.

Breve histórico da Porsche AG e a subsidiária no Brasil

Os números do sucesso da montadora de Stuttgart – a Porsche é, ao mesmo tempo, a menor montadora independente da Alemanha e a fabricante de automóveis mais rentável do mundo – é baseado em décadas de experiência em construção automotiva e carros de corrida. A história dos carros esportivos Porsche começa em 1948 com o lendário Type 356 “Nº1″, mas a base conceitual da marca é resultado do trabalho de toda a vida do Professor Ferdinand Porsche (1875 – 1951), que teve sequência com seu filho, Ferry Porsche (1909-1998).

Ao estabelecer seu escritório independente de engenharia em Stuttgart em 1931, Ferdinand Porsche construiu a base para a casa da Porsche, e fez história na indústria automotiva por seus desenvolvimentos pioneiros. Durante os últimos 60 anos, a Porsche viveu altos e baixos. Mas graças a métodos eficientes de produção, posicionamento de marca e modelos inovadores – como o 356, o 911, 914, 924, 944, 928, Boxster e Cayenne – essa especialista de carros esportivos se tornou uma das mais renomadas fábricas de automóveis do mundo.

Essa história é uma honra e também uma obrigação. Clientes, fãs e acionistas por várias vezes expressaram seus desejos de ter um local de inspiração para mostrar e cultivar essa história corporativa. Assim, em julho de 2004 o Conselho de Gestão da Porsche respondeu ao aprovar a construção do museu no Porscheplatz de Zuffenhausen. Foram três anos de obras para erguer um emblema arquitetônico da Porsche – que já fez história como o prédio mais espetacular já construído pela marca. O Porsche Museum é a sede de um departamento que mantém todo o acerto de conhecimento histórico e contemporâneo da Porsche. Serve para apresentar a emoção fascinante e a diversidade da empresa aos visitantes de todo o mundo.

(Porsche Alemanha) Com novos valores recordistas para entregas, vendas e faturamento, a Dr. Ing. h.c. F. Porsche AG registra o melhor resultado no primeiro semestre da história da empresa. O fabricante de carros esportivos entregou 225.121 veículos no ano fiscal de 2015, um aumento

de 19% em comparação com o mesmo período do ano anterior. O faturamento em 2015 teve um aumento de 35% comparados com 2014, chegando a 16.47 bilhões de euros. O número de funcionários também teve um crescimento, chegando á 24.000 colaboradores.

Porsche no Brasil

O estilo e exclusividade da marca Porsche vai muito além do prazer de dirigir um automóvel esportivo e único. A experiência de qualidade e serviço personalizado começa na própria concessionária.

Em 1997, a Stuttgart Sportcar foi elevada ao posto de representante oficial de importações da Porsche no Brasil. Diante desse novo desafio, a equipe de profissionais da Stuttgart Sportcar desenvolveu ações de marketing estratégico e de relacionamento que asseguraram ao país uma posição de destaque entre os maiores importadores da marca no mercado latino-americano.

Atualmente, a rede de concessionária da Porsche no país é formada por seis Porsche Centers. A Stuttgart Sportcar é proprietária e administradora integral das concessionárias da Porsche em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Curitiba. Em Brasília e Ribeirão Preto, a marca é representada pela Eurobike.

Recentemente foi anunciado dois novos pontos de vendas da marca, um em Recife e outro em Florianópolis, ambas ainda não inauguradas.

Desde Agosto a Porsche no Brasil torna-se uma subsidiária e assume as operações no país e o executivo Matthias Brück é nomeado pela Porsche AG como Diretor Presidente desta unidade. Anteriormente o Brasil estava sob reponsabilidade da América Latina, em 2014 o Brasil ficou em 2° lugar no ranking de vendas dos países da América Latina. Hoje a empresa conta com 26 funcionários, com 5 executivos á frente da empresa, cada um em suas respectivas áreas e todos estrangeiros.

Em 2015 a Porsche no Brasil vendeu 732 unidades, sendo os mais vendidos: Macan, Cayenne e Boxster. (nesta ordem).

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?