Renault Duster fez feio em teste de segurança da Latin NCAP

A Renault Duster fez um papelão no teste de impacto da Latin NCAP, e zerou nos testes. A versão avaliada foi a de entrada, equipada com apenas dois airbags e controle eletrônico de estabilidade.

Notícias
3 meses atrás
Renault Duster fez feio em teste de segurança da Latin NCAP

O teste é feito com uma batida frontal a 64 km/h contra uma barreira fixa. O resultado identificou uma “estrutura instável”, sem falar no vazamento de combustível, o que também é bem ruim para a segurança.

Um resultado muito ruim

A Renault Duster tirou nota zero nos testes de impacto da Latin NCAP, o instituto responsável pelas avaliações dos veículos em toda América Latina e no Caribe. No teste anterior o modelo tinha recebido nota 4 de 5. Mas agora despencou para zero.

O impacto frontal é realizado a 64 km/h – o que não é muito se considerarmos a velocidade média do dia a dia na cidade – contra uma barreia fixa. O instituto avaliou que a estrutura do modelo é instável, e detectou vazamento de combustível.

Segundo o instituto ressaltou que esse vazamento já seria motivo suficiente para a fabricante realizar um recall do modelo. “O vazamento registrado (..) precisa ação da Renault não apenas para resolver o problema na linha de produção, mas para efetuar o recall em todas unidades vendidas que possuam, potencialmente, esse problema”, disse o órgão em comunicado.

Renault Duster em teste de segurança da Latin NCAP
Renault Duster em teste de segurança da Latin NCAP

Proteção lateral não foi muito melhor nos testes

Além disso, a avaliação de impacto lateral também deixou a desejar e demonstrou “proteção bem limitada” com abertura da porta, declarou o instituto, destacando o risco de que os passageiros sejam ejetados para fora do carro em caso de acidente.

“A abertura da porta no impacto lateral exige uma ação imediata da Renault, pois apresenta um sério risco de ejeção do passageiro”, afirmou o Latin NCAP. Conforme o instituto, a proteção ficou em 29,47% para ocupantes adultos e 22,93% para ocupantes infantis.

Risco para as crianças

O instituto Latin NCAP demonstrou com os testes recentes que as crianças estão em risco, pois uma das falhas envolve justamente as crianças em cadeirinhas, uma vez que o sistema de fixação mostrou – no boneco de teste – contato da cabeça com o interior do veículo no rebote.

O modelo também carece de alerta de cinto desafivelado, o que prejudica ainda mais sua avaliação, já que os pais quando estiverem dirigindo não saberão se a criança soltou o cinto de segurança.

Renault Duster em teste de segurança da Latin NCAP
Renault Duster em teste de segurança da Latin NCAP

O que aconteceu com a Duster?

Precisamos ressaltar que essa Duster que foi avaliada é a mesma que recebeu nota 4 em 2019. Contudo, critérios mais rígidos e modernos do Latin NCAP foram adotados a partir de 2020. A Duster só não acompanhou esse progresso, e acabou ficando parada no tempo.

O mesmo aconteceu com outros modelos no ano passado, como o Ford Ka e o Hyundai HB20, que sob os critérios e protocolos anteriores a 2020 tinham recebido uma nota boa, mas que não haviam se adequado às novidades.

Posicionamento da Renault

Apesar de fazer feio no Latin NCAP com o modelo Duster, a Renault se posicionaou a respeito afirmando que o esperado: o veículo que teve o teste divulgado em agosto de 2021 é exatamente o mesmo em termos de conteúdos de segurança ativa e passiva que em 2019 recebeu 4 estrelas para adulto e 3 para crianças.

A fabricante ainda pontuou que segue rigorosamente as regulamentações dos países onde comercializa seus veículos, e até mesmo supera em alguns requisitos. Ressaltou que o modelo em questão está equipado com diversos equipamentos de segurança adicionais, que não são obrigatórios por lei.

Renault Duster em teste de segurança da Latin NCAP
Renault Duster em teste de segurança da Latin NCAP

Renault foi objeto de duras críticas

Apesar desse posicionamento da fabricante aparentemente fazer sentido, ela recebeu duras críticas por parte do secretário-geral do latin NCAP, Alejandro Furas, que disse: “é desapontador e preocupante desempenhos de segurança tão ruins. Consumidores latino-americanos são forçados a pagar mais que o preço básico para ter as mesmas condições de segurança que a Renault oferece de série em mercados como a Europa”.

E ainda acrescentou: “segurança veicular básica é um direito que latino-americanos deveriam exigir sem pagar a mais, como é feito em economias maduras”. Resta saber se a Renault vai tomar alguma providência nesse sentido.

Renault Duster em teste de segurança da Latin NCAP
Renault Duster em teste de segurança da Latin NCAP

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?