Renault Kwid elétrico leva quase 20 segundos para chegar aos 100 km/h

Por enquanto o Kwid elétrico não tem venda prevista para o Brasil. Mas caso venha pra cá, dificilmente ele se manteria abaixo dos R$ 100 mil.
Publicado em Notícias dia 20/04/2021 por Alan Corrêa

O Dacia Spring, versão elétrica do Renault Kwid chama a atenção pela sua autonomia, mas a velocidade não impressiona.

O carro elétrico que está sendo comercializado somente em alguns mercados da Ásia e Europa, tem um desempenho tão baixo que seria virtualmente impossível você ser multado por excesso de velocidade em várias estradas brasileiras.

Dacia Spring é mais lerdo?

Dacia Spring
Dacia Spring

O compacto elétrico vendido na Europa pela Dacia tem um motor de 45 cv, com torque de 12,7 kgfm, que comparado com outros modelos 1.0 aspirados disponíveis no mercado, entrega até um número maior.

O Spring não passa dos 125 km/h de velocidade máxima
O Spring não passa dos 125 km/h de velocidade máxima

Sua velocidade máxima é de 125 km/h, e mesmo pesando meros 970 kg, o Spring demora 19,1 segundos para chegar aos 100 km/h. Isso explica, com razão, o porque seria quase impossível pegar multa com o Dacia Spring. Visto que nenhuma estrada brasileira tem limite de velocidade maior que 120 km/h, e ainda, pela legislação, os radares têm uma tolerância de 7 km/h (até 100 km/h) ou 7% (acima de 100 km/h) para determinar a velocidade real do veículo. Então, mesmo que você pisasse fundo no acelerador, a multa nunca chegaria.

Quadro de instrumentos parcialmente digital
Quadro de instrumentos parcialmente digital

Por outro lado, o Spring tem uma vantagem, sua autonomia urbana chega em bons 305 km, superando o índice padrão WLTP que é de 230 km. Tudo isso com uma bateria de apenas 27 kWh, que por sua vez, leva só 10 horas para ser carregada em uma tomada de 220V convencional, sendo quatro vezes mais rápido do que o carregamento de um Porsche Taycan no mesmo tipo de carregador. Em aparelhos do tipo wallbox o tempo cai para 4,5 horas.

Por enquanto o Kwid elétrico não tem venda prevista para o Brasil. Mas caso venha pra cá, dificilmente ele se manteria abaixo dos R$ 100 mil.