SUVW: Conheça os detalhes do Volkswagen T‑Cross

O novo SUV que está despertando interesse no mercado brasileiro é o Volkswagen T‑Cross, ou melhor, o novo SUVW (entenda aqui).

Vídeos
1 semana atrás
SUVW: Conheça os detalhes do Volkswagen T‑Cross

Quem busca segurança esta é uma boa opção, o modelo levou 5 estrelas de segurança no Latin NCAP. O brasileiro está cada vez mais apaixonado pelos SUVs, porém com a concorrência, não será fácil para o T‑Cross ganhar o mercado no país.

Com o fim do mercado das peruas e a alavancagem dos SUVs, o T-cross encara a briga para substituir o VW Golf Variant. 20 anos de tecnologia e inovação, com mais de 2 milhões de unidades produzidas em duas décadas, a unidade da Volkswagen em São José dos Pinhais, no Paraná iniciou a produção do primeiro SUV produzido pela empresa no Brasil, o T-cross.

Quatro versões do Volkswagen T‑Cross

Quatro versões do Volkswagen T‑Cross
Quatro versões do Volkswagen T‑Cross

O Volkswagen T‑Cross chega ao mercado brasileiro em quatro versões, todas equipadas com motores TSI. Todas essas equipadas com o câmbio automático de seis marchas.

  • T‑Cross 200 TSI (a única equipada com o câmbio manual de seis marchas)
  • T‑Cross 200 TSI Automático
  • T‑Cross Comfortline 200 TSI Automático
  • T‑Cross Highline 250 TSI Automático

Motorização

O motor 200 TSI Total Flex desenvolve potência de 128 cv com etanol e de 116 cv com gasolina. Seu nome faz referência ao torque de 200 Nm (20,4 kgfm).

O motor 250 TSI Total Flex equipa a versão Highline e gera potência de até 150 cv, com gasolina ou etanol. O torque é de 250 Nm (25,5 kgfm).

SUV que promete bom custo‑benefício

T‑Cross 200 TSI
T‑Cross 200 TSI

O T‑Cross se destaca por seu excelente comportamento dinâmico, características dos veículos produzidos sobre a Estratégia Modular MQB e pelos motores TSI, de alta eficiência energética e prazer ao dirigir.

O motor 200 TSI Total Flex desenvolve potência de até 128 cv (94 kW) a 5.500 rpm, com etanol – com gasolina, são 116 cv (85 kW), à mesma rotação. O torque máximo é de 200 Nm (20,4 kgfm), com gasolina ou etanol, sempre na faixa de 2.000 a 3.500 rpm.

Esse motor pode ser combinado a duas opções de câmbio, ambas de seis marchas: manual ou automática com função Tiptronic, que também conta com as aletas no volante para troca de marcha – “shift paddles”.

O T‑Cross 200 TSI com câmbio manual acelera de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos e atinge a velocidade máxima de 189 km/h. Com o câmbio automático, o modelo vai de 0 a 100 km/h em 10,4 segundos e atinge 184 km/h de velocidade máxima.

Os números de consumo de combustível (obtidos conforme as normas NBR6601 e NBR7024, corrigidos pela portaria INMETRO nº10 de 11/01/12) comprovam a eficiência do motor 200 TSI com ambos os câmbios – com o manual, o modelo percorre 13,1 km com um litro de gasolina (combinado cidade/estrada) e 9,1 km com um litro de etanol.

Com o câmbio automático, são 12 km/litro de gasolina (combinado cidade/estrada) – a versão Comfortline percorre 11,9 km/l; e 8,4 km/litro de etanol em ambas as versões.

O tanque de combustível do T‑Cross tem capacidade para 52 litros.

Cinco estrelas em teste do Latin NCAP

Os testes do Latin NCAP incluem análise de impacto frontal – a 64 km/h contra uma barreira deformável descentrada (40%) –, impacto lateral (contra uma barreira deformável montada em um trenó a 50 km/h contra o veículo) e impacto lateral contra poste – o veículo é lançado lateralmente a 29 km/h em direção a um poste.

A classificação da proteção infantil é oferecida por meio da avaliação do comportamento dinâmico dos sistemas de retenção infantil (as “cadeirinhas de criança”) nos testes frontal e lateral, além da facilidade e segurança na instalação desses dispositivos.

Volkswagen T‑Cross recebe cinco estrelas em teste do Latin NCAP
Volkswagen T‑Cross recebe cinco estrelas em teste do Latin NCAP

O Latin NCAP (New Car Assessment Program) é um programa independente de avaliação de carros novos para a América Latina e Caribe. Em parceria com organizações internacionais como Global NCAP, FIA (Federation Internationale de l’Automobile), FIA Foundation, ICRT (International Consumer Research & Testing), e o apoio do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). O Latin NCAP tem como objetivo oferecer aos consumidores da América Latina e Caribe as avaliações independentes e imparciais de segurança dos carros novos, divulgando os resultados de acordo com os protocolos vigentes durante a avaliação.

Fotos do Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Pacotes

O T‑Cross já é muito equipado desde a versão 200 TSI, que traz de série Controle de Estabilidade (ESC), seis airbags, freios a disco nas quatro rodas, bloqueio eletrônico do diferencial (XDS+), direção elétrica e ajuste de altura e distância para o volante, assistente para partida em rampas (Hill Hold), sensores traseiros de estacionamento, sistema ISOFIX para fixação de cadeirinhas infantis, faróis com função “Coming & Leaving home”, faróis de neblina com função “cornering”, luzes de condução diurna em LED, lanternas traseiras em LED, banco dianteiro do passageiro com encosto rebatível, suporte para smartphone com entrada USB para carregamento, travas e vidros elétricos e volante multifuncional. Seu câmbio é o manual de seis marchas.

Como opcional, o pacote Interactive I inclui sistema de som Composition Touch com App-Connect, dois alto-falantes adicionais (além dos quatro de série) e App-Connect, câmera de ré para auxílio em manobras e sensores dianteiros de estacionamento (sensores traseiros são de série).

O T‑Cross 200 TSI Automático traz o câmbio automático de seis marchas, controle automático de velocidade, apoio de braço central com porta-objetos, volante multifuncional revestido de couro com “shift paddles”, duas entradas USB para o banco traseiro, saída traseira de ar-condicionado, sistema de som Composition Touch com tela colorida sensível ao toque (“touchscreen”) de 6,5 polegadas e App-Connect.

Visualmente, se diferencia da 200 TSI pela grade dianteira em preto brilhante e pelo logotipo “Automatic” na tampa do porta-malas.

Há para o T‑Cross 200 TSI Automático apenas um pacote de opcionais, chamado Interactive II e que inclui câmera de ré para auxílio em manobras e sensores dianteiros de estacionamento e espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico.

O Comfortline 200 TSI Automático adiciona os itens: ar-condicionado digital Climatronic, banco do motorista com ajuste lombar, câmera de ré para auxílio no estacionamento, indicador de pressão dos pneus (RKA), manopla da alavanca de câmbio revestida de couro, porta-luvas refrigerado, sistema “save” de variação do espaço do porta-malas, rodas de liga leve de 17” com pneus 205/55 R17, sensores dianteiros de estacionamento (além dos traseiros) e sistema de frenagem automática pós-colisão.

Essa versão se diferencia da 200 TSI Automático pelos detalhes cromados na grade dianteira (que é pintada em preto brilhante), colunas centrais (“B”) pintadas na cor preto brilhante e para-choque traseiro com apliques cromados na região inferior. O revestimento interno é na cor azul escuro e há insertos decorativos no painel.

Volkswagen T‑Cross
Volkswagen T‑Cross

Para essa versão há quatro pacotes opcionais. O Exclusive & Interactive inclui sistema de infotainment “Discover Media” com navegador via satélite, tela de 8 polegadas, comando por voz e entrada USB no console central; iluminação ambiente em LED; seletor do modo de condução; sistema KESSY de abertura das portas sem chave e partida do motor por botão; espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico e tapetes adicionais de carpete.

O pacote Sky View II traz o teto solar panorâmico, espelho retrovisor interno eletrocrômico e sensores de chuva e crepuscular. O pacote Design View agrega bancos de couro com detalhes na cor “Marrakesh Brown” e apliques decorativos no painel com detalhes na cor bronze namíbia.

O quarto pacote, Premium, traz o sistema Park Assist 3.0, faróis full-LED com luz de condução diurna em LED e sistema de som “Beats” com subwoofer.

O T‑Cross Highline 250 TSI agrega os itens: bancos revestidos de couro, espelho retrovisor interno eletrocrômico, espelhos retrovisores externos com rebatimento automático, iluminação ambiente em LED, detector de fadiga, sistema Kessy, sistema start&stop (que desliga/liga o motor quando parado em semáforos, por exemplo) e sensores de chuva e crepuscular.

Essa versão se diferencia visualmente pelo rack de teto na cor “prata anodizada”, moldura cromada para os faróis de neblina e para a grade dianteira e frisos laterais na região inferior dos vidros. Por dentro, destacam-se a iluminação ambiente em LED, manopla da alavanca de freio de estacionamento revestida de couro e cobertura dos pedais de alumínio.

Há três pacotes opcionais para essa versão: o Innovation traz o painel totalmente digital (Active Info Display); sistema de som “Discover Media” com navegador via satélite, tela colorida de 8 polegadas, comando por voz e entrada USB no console central e o seletor de modo de condução.

O opcional Sky View inclui o teto solar panorâmico. E o pacote Tech&Beats engloba o sistema Park Assist 3.0 de auxílio ao estacionamento; faróis full-LED com luz de condução diurna em LED; e o sistema de som “Beats” com subwoofer.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?