Quando e como trocar a bateria do carro

Existem problemas mecânicos que só os especialistas conseguem resolver. Mas verificar ou trocar a bateria é algo acessível a todos. Se você não quiser se pego de surpresa com o veículo sem poder dar partida, aprenda agora quando e como trocar a bateria seguindo as recomendações de segurança para evitar acidentes.

Dicas
3 meses atrás
Quando e como trocar a bateria do carro

O funcionamento da bateria

Antes de entender a hora de trocar a bateria é preciso saber a sua finalidade. A bateria automotiva tem uma função dupla:

  • Proporcionar a potência elétrica que o motor de arranque precisa para dar partida;
  • Proporcionar o carregamento dos dispositivos elétricos quando o carro não está ligado ou quando a demanda de energia é alta em movimento.

Deste modo, ao dar partida no veículo a energia é proveniente da bateria. Já em movimento cabe ao alternador por o motor em marcha.

Estando parado o veículo são os circuitos de controle que consumem – sem afetar o funcionamento do motor – a energia da bateria, como o contador de quilômetros ou o relógio.

Sintomas da hora de trocar a bateria

A vida útil de uma bateria automotiva pode variar de 2 a 4 anos de acordo com o uso. Alguns carros tem um indicativo próprio no painel para mostrar que chegou o momento da troca. Mas, em geral, é aconselhável trocar a bateria quando começar aparecer os primeiros sinais de desgaste:

  • Dificuldades em dar partida
  • Falhas no ar-condicionado
  • Luzes fracas e oscilantes
  • Sinal do alarme mais fraco
  • Panes elétricas
  • Sistema de injeção do combustível instável

Outra razão importante para prever a hora de trocar a bateria é que elas são sensíveis a mudanças de temperaturas. E se o veículo estiver com baixa alimentação de energia – ainda que esteja ligando – em um dia demais ensolarado ou com ondas de frio, uma bateria desgastada não vai resistir.

Desgaste prematuro da bateria

Contudo, há casos em que a bateria pode prematuramente se desgastar por completo:

  • Se o alternador quebrar
  • Se o uso do veículo for excessivo, com grande quantidade de ciclos de arranque
  • Se o veículo permanecer inativo por tempo longo sofrerá uma descarga paulatina que pode chegar a ser irreversível

Aumentado a vida útil da bateria

Você pode prolongar o tempo de vida da bateria tomando alguns cuidados, como não esquecer os faróis ou rádio ligados. Aliás, estando com o carro desligado evite utilizar qualquer sistema elétrico.

Faça também a manutenção dos bornes das baterias, colocando um pouco de aerossol ou vaselina para evitar oxidação.

Carros mais modernos e potentes, com ar condicionado, luzes xenon e som sub woofer, tem consumo acelerado das baterias. Logo não faça a troca da bateria por uma mais baratinha. Na dúvida procure uma com o selo do inmetro e verifique a data de fabricação.

Turbine também a bateria

Caso o seu veículo não seja novo e esteja equipado com muitos aparelhos elétricos, como GPS ou rádio, o ideal é utilizar uma bateria de amperagem maior. As baterias antigas não estão preparadas para suportar dispositivos com muito consumo. Se sua bateria for de 60 Ah, por exemplo, troque por uma de 70 Ah.

Do contrário, o risco é que mesmo estando o veículo ligado o alternador não seja suficiente para proporcionar toda a energia que necessitam os equipamentos elétricos e seja preciso recorrer também ao consumo da bateria, o que vai acabar reduzindo seu tempo de vida útil.

Procedimentos para a troca da bateria

Atualmente, vários veículos estão equipados com um sistema multiplexador, responsável por compartilhar uma mesma informação entre diversos sistemas elétricos. Então, é recomendável aguardar um tempo após desligar o motor para poder desconectar a bateria.

É imprescindível seguir sempre a mesma ordem durante a extração da bateria. A primeira coisa a fazer é desconectar o borne negativo, em seguida, o borne positivo. Do contrário, existe o risco de produzir um curto-circuito.

Em caso de dúvida, verifique os símbolos dos polos em cada borne. O borne negativo sempre é mais fino que o borne positivo.

Para colocação da bateria o processo segue a ordem inversa: primeiro se conecta o borne positivo para depois instalar o borne negativo.

Normas de segurança

Durante a remoção ou a instalação da bateria é preciso ter muita prudência e seguir as normas de segurança:

  • Desfazer da bateria antiga em depósitos recicláveis
  • Não apoiar ferramentas sobre os dois bornes ao mesmo tempo
  • Não deixar a chave no contato
  • Não fumar
  • Respeitar os símbolos de segurança

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?