Quando o martelinho de ouro resolve meus problemas?

Você chega no estacionamento do seu prédio e percebe a porta do carro ligeiramente amassada. O carrinho do supermercado escapa e bate no seu carro, ou uma chuva de granizo chega sem você ter tempo de proteger seu veículo. Estas situações infelizmente são constantemente vistas em nosso cotidiano, uma vez que é impossível que ninguém tenha passado ou presenciou alguém próximo passando por algum destes inconvenientes.

Novidades
6 meses atrás
Quando o martelinho de ouro resolve meus problemas?

Esses pequenos reparos podem ser feitos muitas vezes sem utilização de tinta para nova pintura da área afetada. É uma técnica artesanal muito escolhida atualmente, chamada martelinho de ouro.

Essa técnica, além de estar ganhando uma parcela grande do mercado, geralmente sai bem mais em conta do que os serviços que estamos habituados a nos deparar como os de funilaria e pintura, porém, como saber se existe algum risco para nosso veículo e se realmente vale a pena pagar menos em situações como essas?

Quando posso utilizar?

Essa técnica é possível quando a pintura do veículo está intacta. A pintura protege a chapa metálica, além de ter sua função estética então, se rompida, deve ser refeita.

Muitas pessoas ficam tentadas com o preço, a praticidade e a novidade e escolhem o martelinho de ouro para reparos onde há trinca da pintura. Com o passar do tempo, essa fissura permitirá infiltração de umidade, impurezas e consequentemente começa o processo de infiltração. Todo o reparo terá que ser feito novamente, gastando-se ainda mais dinheiro do que se o carro tivesse sido arrumado em uma oficina especializada desde o princípio.

A extensão do dano não vai impedir a utilização dessa técnica, mas é claro que, pequenas avarias como as citadas no início, são aquelas que realmente não afetam a pintura do carro.

Há também a questão a ser analisada da localização do amassado. Para desamassar há necessidade de se trabalhar a parte interna da chapa ou utilizar adesivos, ventosas, o que fica inviável se for em dobras, por exemplo. O trabalho, nessa situação, pode ser bem mais demorado e por consequência, tendo maiores despesas que o reparo que é realizado convencionalmente.

Confirmado que o serviço tem possibilidade de ser realizado, ha que atentar para o fato de existirem vários pontos de reparo em uma única peça. O martelinho de ouro é cobrado por ponto então, as vezes trocar a peça e realizar pintura, pode ser mais barato.

Vale a pena?

Em geral, os locais que realizam essa técnica, costumam mostrar aos clientes um portfólio de fotos com antes e depois dos serviços já realizados, para que os mesmos possam ter uma prévia do serviço que será realizado em seu veículo. Verifique também a organização e limpeza, que quase sempre são um dos indicativos da qualidade do serviço prestado em que os clientes mais prestam atenção na hora de escolher ou até mesmo indicar futuros clientes.

Vá a mais de uma oficina, faça diferentes orçamentos antes de optar por onde fará o conserto de seu veículo

Acompanhe o profissional quando for avaliar seu veículo para lhe dar o orçamento para ter certeza que você não estará sendo enganado e comprando um serviço que pode ser desnecessário para o tipo de avaria que foi apresentado na lataria de seu automóvel.

Questione, peça explicações sobre o serviço e os procedimentos que serão realizados para maior conhecimento e não esqueça que muitas vezes a economia feita em um momento pode significar um gasto muito maior e dores de cabeça sem previsão de fim no futuro.

Curiosidade: Martelinho de Ouro é marca registrada

Sinônimo de funilaria artesanal e desamassamento sem pintura, a expressão “Martelinho de Ouro” é estampada em milhares de oficinas pelo Brasil, mas o que pouca gente sabe é que esta é uma marca registrada.

O funileiro Pedro Santana foi um dos precursores da atividade no Brasil, ele conseguiu registrar essa marca e abriu uma franquia para expandir os serviços da oficina, sediada em São Bernardo do Campo (SP).

Há 30 anos surgia no ramo de reparação de veículos “Pedrinho”, um profissional que desenvolveu uma nova técnica em funilaria, tirando amassados dos carros sem danificar a pintura utilizando apenas a seu talento nato, associado a uma excepcional habilidade manual e apenas um martelinho, originando-se daí o nome “Martelinho de Ouro®”.

Começou trabalhando nas linhas de produção de carros dentro da maior montadora de carros do Brasil e logo enxergou que existia um mercado muito grande para este tipo de serviço junto ao brasileiro, que é um eterno apaixonado por carros.

Com o passar dos anos, Pedrinho foi formando sua clientela particular, conquistando a confiança dos consumidores, que cada vez procurava mais os serviços para resolver pequenos problemas de amassamento. Com o sucesso do seu trabalho artesanal e a rápida disseminação do seu nome (que virou sinônimo deste tipo de serviço, sendo copiado no Brasil inteiro), decidiu então, que havia chegado a hora de partir para um projeto pessoal muito maior.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?