Radar vai multar motorista que estiver no celular

Agora além dos radares multar os motoristas por ultrapassar a velocidade permitida, também vai punir quem estiver usando o celular na hora de dirigir, a proibição até se aplica a motoristas estacionados em sinal vermelho ou presos em engarrafamentos. A Austrália já está usando esta nova tecnologia, e pretende instalar as câmeras em 45 pontos em todo o estado, até dezembro de 2019.

Notícias
3 semanas atrás
Radar vai multar motorista que estiver no celular

Saiba mais

O governo de Berejiklian está investindo com US $ 88 milhões em câmeras de detecção de telefones celulares fixas e portáteis, que serão lançadas nas estradas de New South Wales (NSW), cuja a tradução é Nova Gales do Sul, um estado situado no sudeste da Austrália, e em alguns outros pontos.

A iniciativa surgiu com o propósito de que as câmeras possam impedir cerca de 100 acidentes fatais e graves ao longo de cinco anos. Tudo isso não é questão do dinheiro arrecadado com multas, mas de salvar vidas, ou seja, não pretendem banir de vez o uso de celular no carro, e sim que as pessoas use com segurança.

De acordo com especialistas, dirigir usando o celular é quase o mesmo que dirigir alcoolizado. O uso do celular aumenta em quatro vezes as chances de um acidente. Os agentes rodoviários estão alarmados com a crescente prevalência de acidentes envolvendo motoristas que usam smartphones nas estradas de New South Wales.

A colocação das câmeras na Austrália será concluída no final do ano, mas haverá um período de carência de três meses para as penalidades. Apenas terá permissões para o uso de telefones celulares no carro, casos de serviço drive-through, manuseio do telefone enquanto o passa para um passageiro e uso do aparelho em um berço com Bluetooth.

No entanto, ao contrário das câmeras de velocidade, não haverá sinais de alerta da presença das câmeras para os motoristas. As câmeras de alta definição usam inteligência artificial para localizar os motoristas, independentemente do clima ou da hora do dia. Em cada ponto de detecção haverá duas câmeras, uma que fotografa a placa de registro de um carro e uma segunda lente olha para baixo no para-brisa para ver o que os motoristas estão fazendo com as mãos.

As fotos obtidas através das câmeras que mostrarem um comportamento ilegal suspeito serão encaminhadas para verificação por olhos humanos antes que um aviso de infração seja enviado ao proprietário registrado do veículo, isso quando as câmeras inteligentes não conseguir identificar exatamente o que estiver acontecendo no interior do carro.

Algumas câmeras serão fixadas permanentemente nas margens das estradas e as versões portáteis serão montadas em reboques e operarão em todo o estado.

O valor determinado para penalizar a pessoa por operar ilegalmente um telefone celular enquanto dirige é de US $ 344 (equivalente a R$ 1.378,00) e cinco pontos na carteira.

Para o estudo de implantação das câmeras de detecção de celular foram colocadas em dois pontos permanentes por seis meses. Neste período cerca de 8,5 milhões de carros foram checados e mais de 100.000 motoristas estavam usando seus telefones ilegalmente. Houve registro até de motorista que permitiram o passageiro segurar o volante do carro enquanto estava com as duas mãos nos telefones, além disso, a maioria das pessoas estavam usando o Facebook e enviando mensagens de texto.

Ao todo, foram mais de 16.500 pessoas flagradas pela polícia ilegalmente usando seu telefone celular até agora este ano. O governo de NSW disse que “expandirá progressivamente” o programa para realizar 135 milhões de verificações de veículos até 2023.

New South Wales é o estado mais populoso da Austrália é o primeira da jurisdição no mundo a usar essa tecnologia para punir motoristas distraídos por mídias sociais e telefonemas.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?