Sabia que o “cheiro de carro novo” é fabricado?

Se você pensa que aquele cheiro de carro novo é espontâneo da fabricação dos carros, está enganado. Na verdade, hoje as fabricantes poderiam eliminar completamente esse cheiro, mas se utilizam dele para ativar a memória olfativa – e afetiva – dos clientes.

Tecnologia
1 mês atrás
Sabia que o “cheiro de carro novo” é fabricado?

Existem laboratórios especializados em estudar o cheiro que a composição dos gases químicos proveniente das peças vai exalar. Se ficou curioso de como isso acontece, acompanhe a continuação do texto.

O que é o cheirinho de carro novo?

Aquele cheirinho de carro novo nada mais é do que a composição de gases químicos proveniente dos diversos componentes do veículo, especialmente os plásticos do painel. Porém, esses gases que tanto nos fazem sentir bem-estar, podem ser prejudiciais para a saúde.

Quais os riscos à saúde?

Quando se fala em risco à saúde, muita gente já pensa logo que respirar esses gases gera câncer, mas não é bem assim. Os gases são sim prejudiciais, podem gerar irritação pulmonar e das mucosas, podendo desencadear a bronquite ou ocasionar alergias. Isso é um pouco pior nas pessoas que são mais sensíveis, podendo causar irritação nos olhos.

Quanto maior a exposição, maior o risco dessas irritações acontecerem. Mas não vão causar um problema permanente, tanto mais que o cheiro desaparece muito antes dessa exposição ser inadequada.

O que vem mudando no mercado

Antigamente, esse cheirinho era apenas o resultado dos gases que os componentes químicos formavam. Hoje, as peças vão para laboratórios antes de entrarem em linha de produção. Lá são analisadas e estudadas.

Atualmente, as montadoras teriam tecnologia para tirar 100% do cheiro dos componentes dos seus veículos, mas existe um apelo do consumidor, que quer ter aquela experiência.

O marketing olfativo

O marketing olfativo vem sendo cada vez mais explorado. Certos odores geram gatilhos no subconsciente, ativando o sistema límbico, região do cérebro responsável pelas memórias, dando aquela sensação de felicidade, de prazer.

Pensando nisso, e para estreitar o relacionamento entre a marca e o cliente, as marcas utilizam esse recurso para aumentar suas vendas. Algumas concessionárias, para explorar ainda mais isso, se utilizam dos aromatizantes.

Novos aromatizadores

O sucesso tem sido tão grande que os fabricantes estão apostando em novos aromatizadores que chegam a durar até três meses, e que podem ter reposição. Claro que nestes casos os aromas não são dos compostos químicos dos componentes do carro, mas cheiros mais saudáveis como de capim limão, flor de laranjeira, jasmim árabe, fundos amadeirados, entre outros.

Cuidados essenciais com as novas fragrâncias

Embora as novas fragrâncias sejam muito bem-vindas, é preciso tomar um certo cuidado na hora de aplicá-las, pois alguns componentes do carro – especialmente na parte elétrica – podem ser sensíveis.

Assim, a recomendação é que sejam utilizados os aromatizadores de pastilha ou de papel (o ideal é colocar nas saídas do ar-condicionado), evitando os líquidos, mas, se quiser utilizar os líquidos, eles devem ser aplicados apenas nas partes de tecido, como assentos, tapetes ou o teto, dependendo da composição do revestimento de cada um deles.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?