Veja tudo sobre o novo Honda City hatch que substituirá o Fit no Brasil

Uma nova geração do Honda City acaba de nascer, e ela ganhou uma versão hatchback que chegará ao Brasil em 2022. O modelo promete competir com muita força com modelos como Argo, HB20, Onix, Yaris e Polo.

Carros
3 semanas atrás
Veja tudo sobre o novo Honda City hatch que substituirá o Fit no Brasil

A Honda está numa fase de mudança, onde a maior parte de seus modelos estão passando por renovações, aprimoramentos e modernizações de tecnologia, segurança e conforto. O ano de 2020 não foi dos melhores para a montadora japonesa, mas isso está prestes a mudar. Confira!

Uma nova fase da Honda está chegando

A Honda está numa fase de transição no Brasil. Muitos de seus modelos estão defasados em comparação com a concorrência. Mas isso está prestes a mudar. A montadora japonesa está apostando numa renovação de seus modelos, com investimento em tecnologia e modernidade.

Em 2020 a marca foi apenas a 9ª colocada entre as demais montadoras, uma posição bem ruim, com apenas 84 mil veículos vendidos. Com o lançamento de modelos como o novo Honda City, tanto na versão sedã quanto na hatch, a Honda pretende voltar para a briga.

Honda City Hatchback

O Honda City é vendido no Brasil desde o ano 2009, mas apenas na versão sedã. O modelo foi um sucesso ao longo dos anos, mas com o avanço tecnológico no mercado automobilístico acabou ficando ultrapassado.

Por isso, a Honda está lançando agora a 7ª geração do Honda City. O modelo contará com duas versões aqui no Brasil – o que é inédito – a sedã e a hatch. A versão mais comprida desembarca ainda este ano aqui em solo brasileiro, mas a hatchback apenas em 2022.

Novo Honda City Hatchback 2022 (foto: divulgação)
Novo Honda City Hatchback 2022 (foto: divulgação)

Uma origem remota e compacta

Muita gente não sabe que o Honda City nasceu com a versão hatch em 1980, e apenas em 1996 recebeu sua carroceria sedã, 16 anos mais tarde. Só em 2001 surgiu o Fit para ocupar o lugar do hatch que o City tinha abandonado.

O novo Honda City Hatchback – assim como sua versão sedã – tem em foco mercados emergentes como o Brasil, e receberá a tecnologia embutida na maior parte de seus concorrentes, mas não será o modelo mais avançado da marca.

Enquanto isso, o Honda Fit, longe de sair de linha, será renovado – e com muito mais tecnologia – visando mercados mais ricos.

Honda City na década de 1980 (foto: divulgação)
Honda City na década de 1980 (foto: divulgação)

Um disputa interessante

A chegada do novo Honda City Hatchback proporcionará uma disputa de mercado interessante, e que muitos estão ansiosos por acompanhar. Modelos já consagrados no mercado como Chevrolet Onix, Hyundai HB20 e VW Polo, entre outros, terão que se esforçar para não perder clientes para a Honda.

A mudança da fábrica da Honda, atualmente localizada em Sumaré, para uma nova unidade muito maior e mais moderna, situada em Itirapina, será responsável pela produção do novo Honda City Hatchback.

Dimensões incríveis para um hatch

Um dos fatores que mais chama a atenção no novo City são as suas dimensões, que o deixa mais próximo dos chamados SUV’s compactos do que dos modelos hatchs com os quais pretende concorrer.

As dimensões são de 4,34 metros de comprimento, 1,74 m de largura, 1,48 m de altura e 2,59 de entre-eixos (mesma medida do sedã). Ele quase pode ser considerado de porte médio. Na versão sedã, para termos uma ideia, o modelo terá um porta-malas de 506 litros de capacidade, um dos maiores do segmento.

Motorização deixa um pouco a desejar

O modelo peca mesmo – do nosso ponto de vista – é na motorização. O novo City não virá com motor turbo para o Brasil, embora ele tenha essa opção na Tailândia. Mas isso não é de todo ruim, pois embora sem a turbina, o modelo contará com o mesmo motor que equipa o Civic e HR-V na versão Touring, mas aspirado.

Portanto, estamos falando de um motor 1.5 moderno, com injeção direta de combustível e capaz de gerar até 130 cv de potência. O câmbio oferecido para trabalhar junto com esse motor é o CVT. Isso se deve ao fato de que o motor com turbo tem um custo muito mais elevado, então a montadora optou por reduzir custos.

Pacote de segurança completo

O novo Honda City contará com um pacote de segurança bem completo, mas basicamente igual ao dos concorrentes, uma vez que quase todos os itens já são obrigatórios ou serão considerados assim em breve.

O modelo oferecerá, então, o Controle de Estabilidade (ESP), airbags frontais e laterais, Isofix com Top Tether para cadeirinhas infantis, freios ABS com EBD, e Assistente de Partida em Rampa (Hill Assist).

Um pacote à parte poderá ser agregado nas versões mais caras, o chamado Sensing, que inclui Controle de Cruzeiro Adaptativo, faróis automáticos, Assistente de Permanência em Faixa e Frenagem Automática de Emergência.

Tecnologia e conforto

A Honda sempre foi conhecida pelos mimos que proporciona para seus clientes. No caso do no City não será diferente. O modelo virá dotado de diversos recursos que visam facilitar o dia-a-dia ou agradar os ocupantes.

Por exemplo, o modelo oferecerá o mesmo sistema de rebatimento de bancos que o Fit oferece, e que todos amam. Também terá saídas de ar para os assentos traseiros – coisa que poucos concorrentes nesse segmento oferecem – entre muitas outras regalias.

Sistema de rebatimento dos bancos no novo Honda City 2022 (foto: divulgação)
Sistema de rebatimento dos bancos no novo Honda City 2022 (foto: divulgação)

Conforto e conectividade

Quanto ao conforto e conectividade, o modelo também não deixa a desejar, e oferece um pacote bem completo. De fábrica já conta com chave presencial, acionamento do motor por botão, ar-condicionado digital, retrovisores com rebatimento elétrico, faróis e lanternas full LED, e a nova central multimídia com tela de oito polegadas.

Fit e Civic ficam no Brasil ou não?

A pergunta que não quer calar é se o Civic e o Fit deixam de ser produzidos no Brasil. Quanto ao Civic, infelizmente sim, o modelo deixará de ser produzido no Brasil. Sendo assim, a sua nova geração deverá ser importada, pois o investimento para atualizar a linha de montagem aqui não é viável no momento.

Já o Fit, ainda é incerto seu destino. Embora a tendência seja deixar de ser comercializado, uma vez que o City terá uma versão hatch, o modelo conta com um público fiel que a Honda pode querer manter consigo. Existe a possibilidade da marca trazer a nova geração do Fit lançada em 2019, mas só o futuro nos dirá o que vai acontecer.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?