A história do Toyota Corolla

Fenômeno de vendas da montadora japonesa Toyota, o sedan (compacto no mercado americano e médio no brasileiro) Corolla vem conquistando fieis clientes mundo a fora desde 1966 por conta de sua confiabilidade e seriedade oferecida tanto pela marca quanto por seu design.

História
5 meses atrás
A história do Toyota Corolla

Durante seus 53 anos de história de fabricação, o modelo coleciona várias gerações e versões alternativas que ajudaram na longevidade do Corolla, que desde 1974 vem sendo um dos carros mais vendidos do mundo. Sucesso no Brasil inclusive como carro para PCD.

Seu surgimento

Seguindo a linha em que a Toyota seguiu durante muito tempo, todos os veículos da marca começavam com a letra C como Crown, Corona, Carina, Century, Celica, Camry etc e, portanto, com o novo modelo que planejavam lançar não seria diferente. O nome Corolla vem do latim que significa “Coroa de Flores”, significando a felicidade e o triunfo.

Esta estratégia de nomes da Toyota já deixou de ser utilizada, mas a utilização de nomes em Latim ainda está presente na marca com modelos como Yaris, Auris, Avalon, Etios e Avensis.

História e gerações

O Corolla foi desenvolvido inicialmente para ser um veículo subcompacto, categoria esta que durou em boa parte do mercado global até 1991, quando começou a ser considerado um modelo compacto, categoria esta que perpetua até hoje.

Primeira geração do Corolla (1966-70)

Primeiro modelo do Corolla de 1966 (foto: TTTNIS / wikimedia)
Primeiro modelo do Corolla de 1966 (foto: TTTNIS / wikimedia)

A jornada da Toyota com o Corolla começa em novembro de 1966 com o lançamento da primeira geração do veículo utilizando motor 1.1, geração esta que durou de 1996 até 1970, lembrando que em 1968 a Toyota lançou uma versão fastback do Corolla, chamando-o de Corolla Sprinter.

Segunda geração do Corolla (1970-74)

Toyota Corolla - Segunda geração (foto: OSX / wikimedia)
Toyota Corolla – Segunda geração (foto: OSX / wikimedia)

O Corolla começou a se destacar entre os outros veículos a partir de sua segunda geração, que foi fabricada entre 1970 e 1978. Com seu design repaginado e utilizando motores 1.4 T e 1.6 2T, o veículo caiu nas graças do povo e recebeu o título de carro mais vendido do mundo em 1974. O Sprinter também foi separado do nome Corolla e passou a seguir uma linha própria.

Terceira geração do Corolla (1974-79)

Durante as duas próximas gerações, o veículo foi só melhorando e ganhando cada vez mais fãs.

Terceira geração do Corolla (foto: OSX / wikimedia)
Terceira geração do Corolla (foto: OSX / wikimedia)

Quarta geração do Corolla (1979-83)

Tanto a versão hatch, quanto a sedã agradaram os motoristas.

Quarta geração, hatchback (Joost J. Bakker / Wikimedia)
Quarta geração, hatchback (Joost J. Bakker / Wikimedia)

Quarta geração, sedã (Charles01 / Wikimedia)
Quarta geração, sedã (Charles01 / Wikimedia)

Quinta geração do Corolla (1983-87)

A quinta geração do Corolla fez com que a popularidade do modelo em países como em Portugal aumentasse muito, visto que um motor 1.8 diesel com um câmbio de 5 marchas faz com que o carro se tornasse ainda mais popular pelo excelente desempenho apresentado.

Quinta geração, hatchback (foto: IFCAR / Wikimedia)
Quinta geração, hatchback (foto: IFCAR / Wikimedia)

Quinta geração, sedan (foto: OSX / Wikimedia)
Quinta geração, sedan (foto: OSX / Wikimedia)

Sexta geração do Corolla (1987-91)

Sexta geração, hatchback (foto: Mic / Wikimedia)
Sexta geração, hatchback (foto: Mic / Wikimedia)

Sexta geração, sedã (foto: Vauxford / wikimedia)
Sexta geração, sedã (foto: Vauxford / wikimedia)

A sexta geração já trouxe detalhes mais interessantes como uma aerodinâmica melhorada, utilizando versões com tração dianteira e algumas com tração integral. Esta geração foi fabricada entre 1987 até 1991, porém na África do Sul sua produção se estendeu até 2006 devido ao seu sucesso.

Sétima geração do Corolla (1991-95)

Sétima geração, hatchback (foto: Charlie / wikimedia)
Sétima geração, hatchback (foto: Charlie / wikimedia)

Sétima geração, sedan (foto: IFCAR / wikimedia)
Sétima geração, sedan (foto: IFCAR / wikimedia)

Sétima geração, perua (foto: IFCAR / wikimedia)
Sétima geração, perua (foto: IFCAR / wikimedia)

A sétima geração do Corolla foi eternizada por ser a primeira geração do sedan que chegou em terras brasileiras em 1993, sendo importado diretamente dos EUA na versão LE com motor 1.8 de 117 cv. Um ano depois, chegaram as versões DX com motor 1.6 e 106 cv com um acabamento claramente inferior, e Weagon com motor 1.8 e ABS, mas mesmo assim mais simplificados.

Oitava geração do Corolla (1995-00)

Oitava geração, sedã, versão asiática e sul-americana (foto: Wilzz99 / wikimedia)
Oitava geração, sedã, versão asiática e sul-americana (foto: Wilzz99 / wikimedia)

Em 1998, já na oitava geração, começou a ser importada a versão europeia nas versões GLI (normal) e XLI (perua) com motor 1.6 de 107 cv e, no final deste ano, começaram a ser fabricados no Brasil as versões XLi (mais em conta), XEi (com conta giros e ar condicionado) e SE-G (bancos em couro, ABS e rodas de liga leve).

Nona geração do Corolla (2000-07)

Nona geração, sedã (foto: IFCAR / wikimedia)
Nona geração, sedã (foto: IFCAR / wikimedia)

Em 2002, a nona geração foi lançada e perpetuou até 2013, mesmo passando por uma reestilização em 2006, podendo até ser considerado como uma décima geração.

Décima geração do Corolla (2006-13)

Décima geração do Corolla (foto: EurovisionNim / Wikimedia)
Décima geração do Corolla (foto: EurovisionNim / Wikimedia)

Esta geração foi a mais vendida e mais conhecida no Brasil, ganhando fama de ser muito difícil de quebrar e econômico. Em 2007, a Toyota levou um grande choque ao perder a liderança do segmento de sedans médios para o novo e ousado Civic, para isso desenvolveram o motor Flex para o Corolla e lançando assim a reestilização do modelo, voltando ao topo, mas não mais com tanta facilidade.

Foi em julho de 2013 que o Corolla se tornou o carro mais vendido da história, ultrapassando o Volkswagen Fusca com mais de 40 milhões de unidades vendidas.

Também foi em 2013 que a nova geração do Corolla foi lançada, com um belíssimo visual e opções de acabamento como GLI, GLI Upper, XEI, Altis e a esportiva XRS. Como era de previsto com o preço competitivo, a confiabilidade da marca e o design encantador, o Corolla assumiu então a ponta das vendas dos sedans médios e de lá não sai desde 2013, mesmo com a chegada do ousado Civic de 10ª geração.

Décima primeira geração do Corolla (2012-presente)

Décima primeira geração, sedã - versão brasileira/europeia, reestilização de 2017 (foto: EurovisionNim / wikimedia)
Décima primeira geração, sedã – versão brasileira/europeia, reestilização de 2017 (foto: EurovisionNim / wikimedia)

A nova geração do Corolla foi apresentada em novembro de 2018 e está prevista para desembarcar por aqui em outubro deste ano, novamente rompendo com seu padrão visual adotando um design não conservador e esportivo, e também com tecnologia de ponta. A expectativa é que a nova geração ajude o carro a ganhar um novo folego em seu visual, visto que mesmo começando a ficar defasado perto dos rivais, continua vendendo muito bem e fazendo todos seus clientes satisfeitos, fazendo com que os mesmos não pensam em trocar de carro, e se pensarem, grande parte irá procurar outro Corolla.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?