Há 70 anos surgia o primeiro Land Rover

Em 2019, no dia 30 de abril, a marca inglesa de SUVS Land Rover completou 71 anos de existência no mercado automotivo mundial, marcando presença no salão de Amsterdã no ano de 1984.

História
2 semanas atrás
Há 70 anos surgia o primeiro Land Rover

O mundo reconhece os modelos da Land Rover como veículos de luxo, podendo levar conforto e desempenho aos ocupantes do veículo com o máximo êxito. Mas não apenas destas características a Land Rover é constituída, mas também da resistência e robustez de seus veículos, que possuem mais de dois terços de todos seus modelos ainda em funcionamento até os dias atuais.

História da Land Rover

A história da Land Rover começa de uma forma completamente única e inusitada, quando Maurice Wilks decide fazer um esboço na areia de uma praia em Anglesey (Reino Unido) de um veículo que, mais tarde, serviria como a base do Land Rover Series I.

Lançado em 30 de abril, no Salão do Automóvel de 1948, em Amsterdã
Lançado em 30 de abril, no Salão do Automóvel de 1948, em Amsterdã

O inquieto e inovador Wilks possuía o sonho de criar um veículo em que pudesse resistir a qualquer condição climática e desafiar qualquer terreno disponível em qualquer localidade do planeta independente do ocorrido e, de fato, ele não apenas idealizou como fez o veículo se tornar uma realidade.

Foi então que em 1947, utilizando os chassis e componentes Jeep, Wilks e seus associados criaram um protótipo do veículo que o mesmo idealizou e, com algumas melhorias e construído pela Rover, apresentaram o icônico Série I no dia 30 de abril de 1948 no Amsterdã Motor Show.

O Sereie I possuía grandes dimensões, porém design bem parecido com os jipes militares utilizados na 2ª grande guerra, que havia sido encerrada até então 3 anos trás. O veículo já demonstrava o DNA do que representava um Land Rover, mas com o diferencial de que a principal propaganda do Serie I era que o mesmo poderia rodar milhares de quilómetros utilizando óleo de banana, o que atraiu muito o público.

Land Rover Series 1
Land Rover Series 1

O protótipo inicial, que mais tarde ganhou o apelido de Center Steer, possuía uma coloração verde exército, cor esta que ficou eternizada nos modelos da marca e que está presente até os dias atuais nos modelos da Land Rover.

Visto o sucesso do Serie I, a Rover Company decidiu lançar a Serie II em 1958 e a Serie IIA em 1961. Porém com a morte de Wilks em 1963, a Rover Company enfraqueceu e foi adquirida pela Britsh Leyland em1967, sendo que durante o primeiro ano a Land Rover pertenceu a divisão de veículos do conglomerado de empresas.

Series II 88in (foto: jtbrown / wikimedia)
Series II 88in (foto: jtbrown / wikimedia)

Foi então que, em 1978, a marca ganhou seu nome de Land Rover, que pertenceu até o grupo Britsh Leyland até 1986, quando se tornou um grupo independente (Grupo Rover), grupo este que durou até 1994. Desde então, a Land Rover vem passando pelas mãos de vários grupos, como a BMW (1994-2000), a Ford (2000-2008) e, desde então, a indiana Tata Motors.

Embora toda esta instabilidade ocorresse na administração, no quesito dos veículos a marca nunca deixou a desejar, lançando modelos icônicos como os Defender, Discovery e a linha Range Rover, voltada para os veículos ainda mais exclusivos da marca.

Defender 90 1997 (foto; Shelka04 / wikimedia)
Defender 90 1997 (foto; Shelka04 / wikimedia)

Fatos históricos

  • 1948 O Land Rover, desenhado pelos irmãos Wilks é construído pela Rover.
  • 1967 A Rover é adquirida pela Leyland Motors Ltd, que mais tarde passaria a ser denominada British Leyland
  • 1970 É apresentado o Range Rover.
  • 1975 A British Leyland abre falência e é adquirida pelo estado. Um estudo económico da Ryder Report recomenda que a Land Rover seja separada da Rover e que seja criada uma nova empresa autónoma.
  • 1980 A fábrica de Solihull passa a ser dedicada exclusivamente ao fabrico de veículos Land Rover. É lançado o Range Rover de 5 portas.
  • 1987 O Range Rover é introduzido no mercado norte-americano.
  • 1988 A British Leyland, agora denominada Rover Group, é privatizada e torna-se parte da British Aerospace.
  • 1989 É lançado o modelo Discovery (Disco I, para os entusiastas).
  • 1994 O grupo Rover é adquirido pela BMW. É apresentada a segunda geração do Range Rover.
  • 1998 É apresentado o modelo Freelander.
  • 1998 Em outubro a Land Rover inaugurou uma linha de montagem dos modelos Defender no Brasil em são Bernardo do Campo, São Paulo.
  • 1999 É apresentada a segunda geração do Discovery (Disco II).
  • 2000 A BMW desfaz o grupo Rover, ficando com a Mini, cedendo a MG e a Rover ao consórcio britânico Phoenix Venture Holdings e vendendo a Land Rover à Ford.
  • 2002 É apresentada a terceira geração do Range Rover.
  • 2005 É apresentada a terceira geração do Discovery/LR3.
  • 2005 É apresentado o Range Rover Sport.
  • 2005 Adopção do motor Jaguar AJ-V8 para substituição do BMW M62 V8 na linha Range Rover.
  • 2005 a Land Rover encerrou a produção brasileira do modelo Defender.
  • 2008 A Land Rover é adquirida pela Tata Motors, junto com a Jaguar. Assim, o Grupo Ford fica com as empresas Mazda, Lincoln, Troller e Mercury.
  • 2016 Inaugurada no Brasil na cidade de Itatiaia, estado do Rio de Janeiro a primeira fábrica da Land Rover fora da Inglaterra. Os modelos Evoque, Velar e Discovery Sport já estão em produção.

Veículos militares

A Land Rover é mundialmente reconhecida pelo seu trabalho com veículos militares, a marca é referencia quando se trata de carros que enfrentam qualquer tipo de terreno.

Land Rover perto de Pyongyang, em novembro de 1950, durante a Guerra da Coreia
Land Rover perto de Pyongyang, em novembro de 1950, durante a Guerra da Coreia

Vários modelos Land Rover têm sido utilizados em capacidade militar, principalmente pelo exército britânico e pelo exército australiano. As modificações podem incluir luzes militares de “blecaute”, suspensão reforçada, freios elevados, eletrodos de 24 volts, luzes de comboio, supressão eletrônica do sistema de ignição, cortinas blackout e suportes para equipamentos especiais e armas de pequeno calibre. Modelos militares dedicados foram produzidos, como o 101 Forward Control e o leve portátil de 1/2 tonelada. Usos militares incluem veículo utilitário de luz; plataforma de comunicação; plataforma de arma para rifles sem recuo, Anti-tanque (por exemplo, rifle sem recuo TOW ou M40) / Armas guiadas de superfície a ar ou metralhadoras; ambulâncias e oficinas. O Discovery também tem sido usado em pequeno número, principalmente como veículos de ligação.

Dois modelos que foram projetados para uso militar a partir do zero são o 101 Forward Control do início dos anos 1970 e o Lightweight ou Airportable do final dos anos 1960. Este último foi planejado para ser transportado sob um helicóptero. As equipes do Serviço de Resgate de Montanha da Força Aérea Real (RAFMRS) foram os primeiros usuários no final dos anos 1950 e início dos anos 1960, e seus comboios de Land Rovers e caminhões militares maiores são vistos frequentemente nas áreas montanhosas do Reino Unido. Originalmente, os Land Rovers da RAFMRS tinham corpos azuis e topos amarelos brilhantes, para serem melhor vistos de cima. Em 1981, o esquema de cores foi alterado para verde com listras amarelas. Mais recentemente, os veículos foram pintados de branco, e são emitidos com acessórios semelhantes às equipes civis britânicas da Mountain Rescue.

Uma adaptação dos Land Rovers para fins militares é a dos modelos “Pink Panther”. Aproximadamente 100 modelos do Series IIA foram adaptados para uso de reconhecimento pelas forças de operações especiais britânicas do SAS. Para o uso no deserto, eles eram frequentemente pintados de rosa, daí o nome. Os veículos estavam equipados, entre outras coisas, com uma bússola solar, metralhadoras, tanques de combustível maiores e descargas de fumaça. Adaptações semelhantes foram feitas posteriormente para a Série III e 90/110 / Defensores.

O Exército Australiano adaptou a Land Rover Series 2 no Long Range Patrol Vehicle para uso do Regimento de Serviços Aéreos Especiais e como um “bicho-de-armas” antitanque equipado com um rifle M40 sem recuo.

Veículo australiano Land Rover Series 2 "gunbuggy", com um rifle M40 sem recolho usado no papel anti-tanque, no Australian War Memorial (Nick Dowling / wikimedia)
Veículo australiano Land Rover Series 2 “gunbuggy”, com um rifle M40 sem recolho usado no papel anti-tanque, no Australian War Memorial (Nick Dowling / wikimedia)

O 75º Regimento Ranger do Exército dos Estados Unidos também adaptou doze versões do Land Rover que foram oficialmente designadas como Ranger Special Operations Vehicle.

Os modelos Series e Defender também foram blindados. O mais difundido destes é o Shorts Shorland, construído por Shorts Brothers of Belfast. A primeira delas foi entregue em 1965 à Royal Ulster Constabulary, a força policial da Irlanda do Norte. Eles eram originalmente modelos de distância entre eixos de 109 polegadas (2.800 mm) com um corpo blindado e uma torre do carro blindado Ferret. Em 1990, havia mais de 1.000 produzidos.

Na década de 1970, um Land Rover blindado mais convencional foi construído para o Royal Ulster Constabulary no País de Gales, chamado Hotspur. O Land Rover Tangi foi construído pela própria equipe de engenharia de veículos da Royal Ulster Constabulary durante a década de 1990. O Exército Britânico utilizou vários Land Rovers blindados, primeiro na Irlanda do Norte, mas também em campanhas mais recentes. Eles primeiro adicionaram painéis de proteção aos veículos da Série General Service (o Kit de Proteção do Veículo (VPK)). Mais tarde, eles adquiriram o APV Glover Webb e, finalmente, o Veículo Blindado Composto Courtaulds (mais tarde NP Aerospace), comumente conhecido como Snatch. Estes eram originalmente baseados em chassi V8 110 para serviço pesado, mas alguns foram recentemente re-montados em novos chassis da Otokar da Turquia e equipados com motores a diesel e ar-condicionado para o Iraque. Embora estes tenham agora mais em comum com os Land Rovers ‘Lobo’ (Defender XD) que muitos erroneamente confundem com eles, o Snatch e o Wolf são veículos diferentes.

A conversão mais radical de um Land Rover para fins militares foi a meia-pista do Centauro. Foi baseado em uma Série III com um motor V8 e um acionamento por correia encurtado do tanque leve Alvis Scorpion. Um pequeno número foi fabricado, e eles foram usados ​​pelo Gana, entre outros.

O Land Rover é usado pelas forças militares em todo o mundo. A atual geração de Land Rover usada pelo Exército Britânico, o Snatch 2, melhorou e fortaleceu o chassi e a suspensão em comparação com os veículos de especificação civil. Há também o Land Rover WMIK (kit de instalação montado em arma) usado pelo exército britânico. O WMIK consiste em um motorista, uma arma levantada, geralmente uma metralhadora pesada Browning ou uma metralhadora com granada, usada para apoio no solo, e um GPMG (metralhadora de uso geral) localizado próximo ao motorista, usado para proteção do veículo.

Land Rover hoje

O período desta instabilidade aparentemente está superado pela Land Rover, que hoje possui seu nome completo como Jaguar Land Rover, visto que a marca foi fundida com a também inglesa Jaguar (também propriedade da Tata Motors) em 2012.

Hoje seus modelos continuam possuindo destaque pelo luxo, sofisticação e também pela resistência dos mesmos, contando com modelos como o Discovery Sport, Velar, Evoque, Range Rover Sport e Range Rover.

Hoje a marca busca o futuro com o desenvolvimento de veículos elétricos, a Land Rover percorreu um longo caminho desde um esboço na areia.

Land Rover elétrico
Land Rover elétrico

“Para aqueles veículos que ainda estão por vir, estamos garantindo que eles estejam à altura de nossa herança. Criar um novo ícone é uma arte complicada, que exige que busquemos melhorar sempre, mas é a paixão que nos impulsiona: é por essa paixão que fazemos o que fazemos”.

Para se ter uma ideia do quanto a marca é considerada em território britânico, a Land Rover foi considerada um ícone britânico e a mesma disponibiliza seus modelos para utilização da família real.

Um fato interessante é que o Brasil foi o primeiro país a abrigar uma fábrica da Land Rover fora da Inglaterra. Em 2016, uma fábrica em Itatiaia foi inaugurada e, desde então, produz modelos como o Evoque, Velar e o Discovery Sport.

O fato é que por mais que o tempo passe para a Land Rover, mesmo com tantas mudanças de nome e de proprietários, a identidade visual e de seus princípios nunca foi alterada, e são estes que continuam a conquistar fãs ao redor do mundo até os dias atuais.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?