Por que embrulhar chaves automáticas do carro em papel alumínio

Parece que quanto mais a tecnologia avança, mais temos que nos precaver contra ela. A mais nova onda agora é clonar a chave do carro à distância. Como esses equipamentos funcionam através de ondas eletromagnéticas, fica fácil interceptar os dados e trasferi-los para uma chave virgem.

Novidades
1 ano atrás
Por que embrulhar chaves automáticas do carro em papel alumínio

Como acontece a clonagem da chave de um carro?

Um dos maiores avanços que vimos nos carros – hoje em dia um item tão banal – foi a chave com controle remoto de abertura e travamento das portas. Sem dúvida um item bastante prático que facilita bastante as coisas no dia-a-dia, embora seja perfeitamente possível viver sem ele…

Esse pequeno aparelhinho tem um mecanismo que funciona através de ondas eletromagnéticas, como o rádio ou a televisão, mas que conta com um sinal codificado. Contudo, se a pessoa tiver o conhecimento necessário e uma chave virgem, pode facilmente copiar os dados da chave original e utilizá-los.

Para deixar um pouco mais claro é como se a chave tocasse uma música para o carro e este, ao escutar, destravasse as portas. Se outra chave “aprender” a música, poderá tocá-la também e o carro “pensará” que é a chave original. Portanto, não é preciso decifrar o código, mas tão somente repeti-lo.

Ataques estão ficando frequentes

Segundo Moshe Shlisel, que trabalho para a força aérea israelense no desenvolvimento de tecnologia antimíssil, e atualmente CEO da agência de segurança cibernética GuardKnox Cyber Technologies, “esses incidentes acontecem cada vez mais”.

Isso se deve à grande facilidade de acesso aos meios de tecnologia para efetuar a operação, além da grande facilidade para aprender fazê-lo, já que existem até tutoriais no Youtube que ensinam como fazer.

Como se proteger desses ataques?

Pode parecer uma grande bobagem, mas um jeito fácil e barato de se proteger contra esses ataques é embrulhar a chave em papel alumínio. O material do papel tem a propriedade de impedir que outros dispositivos acessem os dados da chave. Só não é muito bonito… mas para resolver isso é só comprar uma “bolsa Faraday” que tem a mesma finalidade: isolar a chave.

As montadoras de veículos sabem dessa lacuna no sistema e já há algum tempo vêm empregando tempo e dinheiro na busca por uma solução definitiva. Mas enquanto isso não acontece, os especialistas aconselham a guardar as chaves embrulhadas no papel alumínio, mesmo que elas não estejam muito perto do veículo, ou dentro de uma bolsa, no bolso de uma calça, ou dentro de uma gaveta em casa. Afinal, se dali ela consegue destravar o carro, porque não poderá ser “alcançada” por um sistema semelhante?

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?