Qual o material utilizado num carro blindado?

O sonho de muita gente é ter um carro blindado, alguns pela segurança, outros pelo status. Mas são poucas as pessoas que sabem do que eles são feitos e o que são capazes de resistir com sua “armadura”.

Dicas
4 semanas atrás
Qual o material utilizado num carro blindado?

O fato certo e indiscutível é que o motorista num carro blindado não está completamente invulnerável como pode parecer à primeira vista. Carros blindados são muito úteis para determinadas circunstâncias, mas não todas elas.

Do que é feito um carro blindado?

O carro blindado, além de tudo aquilo que encontramos num veículo convencional, está equipado com uma “armadura” composta por chapas de aço, placas de composto plástico e vidros reforçados com mais plásticos.

Todos esses elementos combinados de uma maneira inteligente compõe uma proteção que costumamos chamar de blindagem, e em conjunto pode aumentar o peso do veículo em até 200 quilos.

Para que serve a blindagem?

Algumas pessoas, entretanto, pensam que a blindagem do veículo é suficiente para protegê-lo de todo e qualquer ataque, mas isso não é bem assim. O motorista não está dentro do Batmóvel apenas pode ter um carro blindado.

Esse tipo de proteção serve para evitar um eventual assalto num semáforo, ou algo mais ou menos “corriqueiro” (se é que podemos chamar isso de corriqueiro). Basta o assaltante atirar no motor do veículo e os ocupantes viram uma presa fácil.

Carro com vidro blindado
Carro com vidro blindado

Quanto custa uma blindagem?

Toda essa estrutura reforçada e com materiais tão específicos evidentemente não é barata. Os preços podem variar bastante, mas custa em média 45 mil reais para blindar um carro. Mas ele também pode vir blindado de fábrica, sob encomenda normalmente.

Até existem blindagens que suportam tiros de armas mais pesadas, mas além de serem de um valor desproporcional (mais de 200 mil reais), chegam a pesar mais de 800 quilos. Para tirar o veículo do lugar vai precisar de um motor muito potente, sem falar no aumento do consumo de combustível.

Contra que tipos de armas a blindagem protege?

Seria um pouco difícil fazer uma lista dos tipos de armas que a blindagem “comum” protege. Mas podemos dizer que as chamadas vulgarmente com armas de mão (revólveres e algumas pistolas) normalmente não conseguem atravessar a blindagem.

Mas se a arma for mais pesada, ou uma arma longa, as chances da blindagem resistir reduzem consideravelmente. Por exemplo, no caso de um fuzil AR-15 os tiros rasgariam a blindagem como o dedo de uma criança rasga um papel de seda molhado.

Roda viva e escudo transparente

Existem vários tipos de blindagem, mas o que elas têm em comum é que os pneus do veículo possuem uma cinta interna de aço que impede que tiros esvaziem o pneu de forma repentina. Mesmo depois de ser alvejado, é possível transcorrer um certo percurso e fugir da situação.

Além disso, os blindados também contam com um escudo transparente: os vidros. Na verdade é a composição de um conjunto de placas de policarbonato (plástico resistente) intercaladas com chapas de vidro. Enquanto um vidro comum tem apenas 0,6 cm de espessura, o “escudo transparente” pode ter de 2,1 a 4 cm de espessura.

Carro com vidro blindado
Carro com vidro blindado

Autorização do exército para blindar o veículo

Os carros com blindagem “comum” não necessitam de nenhum tipo de autorização especial das forças armadas para ser adquirida. Mas se estivermos falando daquela blindagem de 200 mil reais, neste caso sim será preciso ter autorização do Exército Brasileiro, e uma boa justificativa para isso.

O fato é que muita gente – infelizmente – utiliza esse tipo de veículo para cometer crimes de maior potencial e se livrar com mais facilidade de uma eventual perseguição da polícia. Por isso, o Exército controla esse tipo de blindagem com muita cautela.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?