Citroen 2 CV comemora 75 anos

Poucos carros conseguiram conquistar o coração das pessoas como o Citroën 2 CV. Este pequeno automóvel de aspecto peculiar, muitas vezes carinhosamente chamado de "Deux Chevaux" ou simplesmente "Deuche," é um dos veículos mais icônicos e amados da história. Em 2023, celebramos o 75º aniversário deste carro lendário, mergulhando em sua fascinante história e destacando sua influência duradoura.
Publicado em História dia 25/09/2023 por Alan Corrêa

Poucos carros conseguiram conquistar o coração das pessoas como o Citroën 2 CV. Este pequeno automóvel de aspecto peculiar, muitas vezes carinhosamente chamado de “Deux Chevaux” ou simplesmente “Deuche,” é um dos veículos mais icônicos e amados da história.

Em 2023, celebramos o 75º aniversário deste carro lendário, mergulhando em sua fascinante história e destacando sua influência duradoura.

As Origens do 2 CV: O Projeto “TPV”

No mundo dos carros, há os elegantes, os velozes, os luxuosos e... o Citroën 2 CV.
No mundo dos carros, há os elegantes, os velozes, os luxuosos e… o Citroën 2 CV.

A história do Citroën 2 CV começa no final dos anos 1930, em um período em que a indústria automobilística estava em constante evolução. Em 1936, o projeto “TPV” (Toute Petite Voiture), que significa “Veículo Muito Pequeno,” foi concebido com um objetivo ousado: criar um automóvel econômico e versátil para pessoas de baixa renda.

Em 1937, o primeiro protótipo apto a circular desse projeto visionário viu a luz do dia. Pesando apenas 370 kg e equipado com um único farol (pois a legislação da época não exigia dois), o veículo era capaz de transportar até quatro pessoas e 50 kg de carga, atingindo uma velocidade máxima de 50 km/h. Mais do que apenas um meio de transporte, o TPV foi projetado para oferecer conforto e acessibilidade a todos.

A intenção inicial era apresentar 250 modelos em pré-produção no Salão Automóvel de Paris de 1939, mas a eclosão da Segunda Guerra Mundial interrompeu esse ambicioso plano. A maioria dos modelos produzidos foi destruída, com exceção de quatro exemplares secretamente guardados no Centro de Testes da Citroën em La Ferté-Vidame. O projeto do TPV permaneceu adormecido por alguns anos, mas suas sementes foram plantadas para o que viria a se tornar o 2 CV.

Um Carro Lendário que Conquistou o Mundo

Com seu visual "diferentão," ele é o carro que conquistou nossos corações há 75 anos.
Com seu visual “diferentão,” ele é o carro que conquistou nossos corações há 75 anos.

Em julho de 1949, o mundo conheceu oficialmente o Citroën 2 CV quando foi apresentado ao público no Salão Automóvel de Paris. Era um carro pequeno, alimentado por um motor bicilíndrico de 9 cavalos com 375 cc de cilindrada, refrigerado a ar, capaz de atingir uma velocidade máxima de 50 km/h. O 2 CV revolucionou a indústria automobilística com sua abordagem econômica e versátil.

O formato único e a estética peculiar do 2 CV rapidamente conquistaram uma grande parte da população. No entanto, seu sucesso vai muito além de sua aparência. O 2 CV destacou-se por sua versatilidade, com bancos amovíveis que permitiam várias configurações de assentos e uma grande capacidade de carga. Sua leveza e agilidade tornaram-no adequado para diversas condições de estrada, e seu baixo consumo de combustível o tornou extremamente econômico.

Em 1950, as encomendas multiplicavam-se, e os prazos de entrega chegavam aos incríveis 6 anos. O 2 CV se tornou mais do que apenas um meio de transporte; ele era um símbolo de liberdade e acessibilidade, atendendo às necessidades de uma variedade de consumidores.

O espírito vanguardista do 2 CV, com suas tecnologias inovadoras para a época, permitiu que ele permanecesse relevante na indústria automobilística por muitos anos. Sua influência na cultura automobilística e sua adaptabilidade o transformaram em um verdadeiro fenômeno social. Colecionadores de todo o mundo ainda apreciam esse ícone automobilístico, e o 2 CV ainda é visto com frequência nas estradas, testemunhando sua duradoura popularidade.

Alcunhas e Diversidade Cultural

O 2 CV é conhecido por várias alcunhas em todo o mundo, o que demonstra sua popularidade e influência cultural. Algumas das alcunhas mais conhecidas incluem “Deuche,” “Deudeuche,” e “Patinho Feio,” entre outras. Cada apelido revela a afeição e a conexão emocional que as pessoas têm com esse carro notável.

Muitas Versões e Épicas Viagens Pelo Mundo

Ao longo de sua história, o 2 CV deu origem a várias versões e edições especiais que se adaptaram às necessidades e gostos dos consumidores. Além disso, ele não se limitou às estradas europeias, realizando algumas das viagens mais impressionantes já vistas.

Dentre as diversas versões do 2 CV, destacam-se o furgão 2 CV (2 CV AU), lançado em 1951, e o 2 CV AZ de 1954, equipado com um motor de 12 cavalos e a famosa embreagem centrífuga. Essas versões ampliaram ainda mais a versatilidade do 2 CV, tornando-o um veículo de trabalho confiável e eficiente.

Mas o 2 CV não ficou restrito às estradas europeias. Ele se aventurou em jornadas épicas, como o Raid Paris-Kaboul-Paris de 1970, uma expedição de 16.500 km, o Raid Paris-Persépolis de 1971, com 13.500 km, e o Raid África de Abidjan a Tunis de 1973, cobrindo 8.000 km. Essas viagens não apenas demonstraram a robustez do 2 CV, mas também adicionaram uma dose extra de aventura e emoção à sua história.

Celebrando o 75º Aniversário

Mas o 2 CV não era só estilo, era substância. Ele tinha bancos que podiam ser tirados, uma capacidade de carga que surpreendia e economia de combustível que faria um híbrido moderno corar de inveja.
Mas o 2 CV não era só estilo, era substância. Ele tinha bancos que podiam ser tirados, uma capacidade de carga que surpreendia e economia de combustível que faria um híbrido moderno corar de inveja.

Em 7 de outubro de 2023, os amantes do Citroën 2 CV têm uma data marcada no calendário: a celebração do 75º aniversário deste ícone automobilístico no Conservatório Citroën. Para marcar essa ocasião memorável, 75 unidades registradas do Citroën 2 CV, cuidadosamente restauradas e apaixonadamente mantidas por colecionadores privados, se reunirão no Conservatório Citroën em Aulnay-sous-Bois.

A partir das 10 horas, os visitantes terão a oportunidade de conhecer essas joias da história automobilística e conversar com seus dedicados proprietários. Este evento é aberto ao público e promete ser um dia inesquecível para fãs da Citroën, entusiastas de carros clássicos e todos os curiosos que desejam conhecer de perto esse pedaço da história automotiva.

Além da reunião das 75 unidades do 2 CV, os visitantes também terão a oportunidade de explorar o Conservatório Citroën, que abriga cerca de 250 modelos emblemáticos da marca, proporcionando uma visão fascinante da rica história da Citroën.

Oito 2 CV Icônicos em Foco

O 2 CV é o carro que nunca teve um nome, mas teve uma dúzia de apelidos. "Deuche," "Deudeuche," e "Patinho Feio" são apenas alguns dos nomes carinhosos que ele ganhou em todo o mundo.
O 2 CV é o carro que nunca teve um nome, mas teve uma dúzia de apelidos. “Deuche,” “Deudeuche,” e “Patinho Feio” são apenas alguns dos nomes carinhosos que ele ganhou em todo o mundo.

Para tornar a celebração do 75º aniversário ainda mais especial, oito dos mais icônicos 2 CV do Conservatório Citroën foram fotografados de maneira artística e única:

  • 2 CV 6 by Hermès: Este modelo, “vestido” por Hermès por dentro e por fora, foi apresentado no Salão Automóvel de Paris em 2008 para comemorar o 60º aniversário do 2 CV.
  • 2 CV 6 Spécial: Um dos últimos 2 CV produzidos na fábrica de Levallois em 1988, marcando o fim de uma era.
  • 2 CV Spot: O 2 CV Spot foi a primeira edição especial da Citroën, produzindo 1.800 unidades com estofos em dois tons e uma carroçaria baseada em um design do estilista Serge Gevin.
  • 2 CV A: Um dos 250 protótipos construídos em 1939 para o Salão do Automóvel que acabou sendo cancelado devido à Segunda Guerra Mundial. Este exemplar raro é um dos quatro veículos que sobreviveram no Conservatório Citroën.
  • 2 CV A Berline (1950): Este modelo é idêntico ao que foi apresentado por Pierre Boulanger na abertura do Salão Automóvel de Paris de 1948.
  • 2 CV A de Condução à Direita: Fabricado em Slough, no Reino Unido, a partir de 1953, este 2 CV se destacava por sua bagageira em chapa metálica e vidros traseiros de abrir. Até hoje, é o mais antigo 2 CV britânico na Europa.
  • 2 CV AZU: Este furgão 2 CV foi produzido de 1954 até março de 1978, oferecendo uma ampla capacidade de carga e portas traseiras do tipo “armário” para facilitar o carregamento.
  • 2 CV 4 x 4 “Sahara”: Um modelo verdadeiramente único com tração nas quatro rodas e dois motores, permitindo-lhe superar inclinações de mais de 40% sobre areia. Este carro ousado e inovador mostrou a capacidade do 2 CV de enfrentar desafios extremos.

O Citroën 2 CV é mais do que um carro; é uma parte essencial da cultura automobilística global. Sua jornada desde as origens modestas até o status de ícone automobilístico é uma história de inovação, resistência e carinho contínuo por parte de entusiastas e proprietários em todo o mundo. Ao celebrar seu 75º aniversário, relembramos não apenas um carro, mas uma parte viva da história automobilística que continua a inspirar e encantar as gerações presentes e futuras. Longa vida ao Citroën 2 CV!