Como comprar um carro a prazo

De acordo com uma pesquisa do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), 10% de toda a população brasileira sonha em comprar um carro e, quem já possui um veículo, procura trocar cada vez por um melhor.

Dicas
5 meses atrás
Como comprar um carro a prazo

Mas para realizar o tão buscado sonho de possuir um carro próprio, existem diversas formas de como adquirir e se pagar o mesmo. Muitas das vezes, as pessoas não dispõem de todo o dinheiro necessário para a aquisição do veículo, sendo que pagar o mesmo a prazo é a saída mais escolhida por muitos. Por isso, listamos aqui as modalidades de pagamento a prazo mais comuns, quais suas vantagens, desvantagens e como fazer cada uma delas. Escolha a sua!

Financiamento

O financiamento, que também pode ser conhecido pelo nome de CDC (Crédito Direto as Consumidor), é a modalidade de compra a prazo mais utilizada e comum no Brasil, sendo que de todas as formas de aquisição de veículo, 80% estão enquadradas nesta modalidade.

Comprar carro novo
Comprar carro novo

Ocorre da seguinte forma: Se você vai comprar um veículo zero km em uma concessionária, você deverá ter uma quantia já com você para dar de entrada (algo em torno de 20% do valor total do carro) e parcelará os outros 80% com o banco da concessionária. O dinheiro será depositado para a loja e o cliente pagará a prazo para o banco. Vale lembrar que, se você tiver um maior valor de entrada, a porcentagem que você deverá pagar sobre o veículo será menor.

Se o financiamento for aprovado, o veículo estará disponível rapidamente e você terá o mesmo em seu nome, porém atrelado ao banco até que o veículo seja completamente quitado, lembrando que é possível quitar o carro a qualquer momento.

O lado ruim de tudo isso são as altas taxas de juros que virão embutidas e outras taxas como o IOF e o TARC, que é cobrada pelo banco. Se o veículo for novo, as taxas de juros serão menores, porém se o veículo for um seminovo, as taxas serão ainda maiores, podendo fazer com que o valor final seja o dobro, ou até mesmo o triplo, do preço estipulado inicialmente pelo veículo

Consórcio

Com os preços dos carros tão altos no Brasil, vamos supor que você esteja planejando adquirir um carro futuramente, porém neste momento não pode arcar com as despesas decorrentes do veículo, precisa de mais tempo para decidir quando adquirir um veículo e não se encanta pelas altas taxas do financiamento. O consórcio é a melhor opção para você que está nesta situação!

Consórcio
Consórcio

O consórcio não é feito de maneira individual como no financiamento, mas sim em um grupo de pessoas que parcelam uma compra e que a cada mês uma pessoa receberá o veículo.

Para exemplificar, faremos uma rápida demonstração: Você e outras pessoas entram em um consórcio para adquirir um veículo durante um prazo de 4 anos. Neste tempo, uma pessoa será contemplada por mês com o veículo por meio de sorteio, indo assim até o último integrante do consórcio receber o veículo ou o valor referente ao mesmo. Você também pode dar um lance para pagar uma parte do valor total do veículo, aumentando assim suas chances de ser sorteado (quanto maior o lance, maiores as chances), recebendo assim uma carta de crédito no valor do veículo.

Por não ser considerada uma modalidade de empréstimo, o consórcio não precisa pagar taxas como o IOF por exemplo, sendo necessário apenas pagar uma taxa administrativa, fazendo assim com que o preço final do veículo seja muito menor caso ele fosse financiado.

Um dos únicos problemas do consórcio é a possível demora para ser sorteado e receber o veículo que, mesmo que você necessite do carro antes do prazo determinado, você não terá o mesmo a menos que você dê um lance.

Leasing

Você é uma daquelas pessoas que querem trocar de carro toda hora? Bem, o Leasing pode ser uma interessante opção, já que não se fica preso por muito tempo com o veículo.

Leasing
Leasing

A palavra Leasing significa locação em inglês, e esta modalidade nada mais é a locação de um veículo durante um determinado período de tempo (em média 24 meses) com a opção de compra do mesmo no final do contrato. Se você gostou, pode comprar o veículo, caso contrário, poderá fazer outro plano deste estilo.

Por ser um método ainda pouco utilizado, apenas 4% das aquisições de veículos são feitas desta forma no Brasil, enquanto nos EUA este tipo de aquisição é extremamente comum.

Você não pagará taxas como IOF, seguro do carro entre outras despesas decorrentes do veículo, em compensação fica preso ao mesmo durante aquele período de tempo e, em caso de rescisão de contrato, a multa muitas vezes pode ser salgada.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?