Conheça a história do MINI Cabrio

MINI Cabrio, uma história de sucesso. Sendo fabricado há várias décadas, o modelo passou por diversas transformações ao longo de sua carreira. A mais recente foi em 2018, quando o modelo ganhou nova geração de tecnologia e ficou ainda mais atrativo do que nunca, pois em nada perdeu o charme característico.

História
8 meses atrás
Conheça a história do MINI Cabrio

O início de uma longa jornada

O MINI Cabrio conversível foi criado depois de 30 anos do surgimento do primeiro Mini, portanto em 1991 por iniciativa da concessionária Mini Lamm, da cidade alemã de Kappelrodeck.

Quando o projeto ficou pronto, a Sede da Rover no Reino Unido, e fabricante do Mini clássico, ficou impressionada com a qualidade do trabalho realizado. Por isso, decidiu investir e produzir 75 unidades para o mercado britânico, o que aconteceu em 1993. A partir desse momento o MINI Cabrio oficializou a sua posição de representante digno e legítimo da marca, e se tornou a referência de dirigibilidade a céu aberto.

O projeto começa a ser produzido

Em 1992, entretanto, o desenvolvimento do Cabrio passou para a Rover Special Products, em parceria com a Karmann, e foi exibido publicamente no British Motor Show, em Birmingham. Dessa apresentação até 1996 foram produzidos, na fábrica de Longbridge, 1.081 unidades.

Classic Mini Convertible
Classic Mini Convertible

Nesse momento as características do modelo traziam: para-choques dianteiro e traseiro exclusivos da versão conversível, arcos das rodas mais largos, alavanca de câmbio de nogueira, volante de couro e tapete de veludo. Existia a possibilidade de destacar o teto e as opções de pintura eram: Vermelho Nightfire com capota também vermelha, ou azul Caribe com teto cinza. Seu motor era de quatro cilindros e 63 cv, muito bom para a época.

O relançamento

No ano 2000, com o relançamento da marca incorporada ao Grupo BMW, as expectativas começaram a renascer em relação ao MINI Cabrio. E, de fato, três anos mais tarde o modelo foi lançado e se tornou novamente referência no mundo dos conversíveis.

MINI Convertible in Hamburg
MINI Convertible in Hamburg

O modelo foi apresentado ao público no Salão do Automóvel de Genebra, Suíça, em 2004. Nessa ocasião o modelo contava com três versões: MINI One Cabrio, MINI Cooper Cabrio e MINI Cooper S Cabrio. Além disso, era oferecido em 10 cores diferentes.

Detalhes que fazem a diferença

Nessa nova e primeira geração o MINI Cabrio já contava com a abertura do teto por sistema eletro-hidráulico. Ao toque de um botão o teto podia ser totalmente aberto ou recuado em 40 cm, e isso a uma velocidade de até 120 km/h.

Além disso, contava com uma grande versatilidade no uso do porta-malas, cuja abertura era facilitada pela tampa de abertura reclinável, e pelo Easy Load System. Também era possível rebater os assentos traseiros para melhor acomodar a bagagem e aumentar o acesso ao espaço.

A geração de 2009: um grande sucesso

Por ocasião do aniversário de 50 anos do MINI, nasceu a segunda geração do Cabrio, exposta no Salão de Detroit. Detalhes do design foram modificados e o seu visual ficou mais esportivo, os motores mais potentes e o interior mais refinado e com recursos de tecnologia com os quais a geração anterior não podia contar.

A capota de tecido trazia uma tecnologia com propriedades que melhoravam a acústica. Ele podia ser fechado e aberto em 15 segundos em velocidades de até 30 km/h. As janelas traseiras passaram a ser de vidro e com aquecimento.

Outra melhoria foi em relação ao tamanho do porta-malas, que passou a ter 170 litros com a capota aberta – contra os 125 da geração anterior – e até 660 litros com a capota fechada.

Mas a maior mudança de todas foi em relação à motorização. Nesta segunda geração o modelo passou a contar com várias possibilidades de motor: 98 cv, 122 cv e 184 cv (a gasolina); 112 cv e 143 cv (diesel). E uma última opção ainda era possível para a versão topo de linha, o MINI John Cooper Works Cabrio, capaz de entregar 211 cv (gasolina). Em todas as opções o câmbio era manual de 6 marchas, mas tinha como opcional o automático também de 6 marchas.

A mais nova geração nascida em 2018

O MINI Cabrio chegou em 2018 à sua mais nova geração. Design e tecnologia foram renovados. Nela o acionamento do teto passou a ser totalmente elétrico com tempo de abertura de 18 segundos, em todas as versões está equipado com faróis e lanternas de LED, traz itens de segurança como o Controle de Distância de Estacionamento Traseiro (PDC), tela de 6,5 polegadas, sistema de Chamada de Emergência Inteligente (E-call).

MINI
MINI

MINI
MINI

MINI
MINI

Além disso, são cinco as opções de motorização oferecidas pelo modelo: One, Cooper, Cooper S, Cooper D e Cooper SD. Elas contam com 3 ou 4 cilindros, a gasolina ou a diesel, com transmissão automática manual ou automática, com 6, 7 ou 8 marchas. Tudo a depender da configuração que o cliente queira fazer.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?