Como escolher a melhor concessionária para comprar carros novos ou usados

Um veículo é um alto patrimônio de bem durável que traz muita praticidade e comodidades no dia a dia. Por outro lado, investir em um carro errado pode trazer graves prejuízos, além de muita dor de cabeça. Sobretudo quando se trata de comprar um carro usado.

Carros
6 meses atrás
Como escolher a melhor concessionária para comprar carros novos ou usados

Saiba agora quais são os critérios corretos para escolher a melhor concessionária e evitar cair em armadilhas.

Um mercado em alta e cheio de riscos

Mesmo em época de crise sempre há demanda para o mercado de carro. A questão é que um veículo se tornou praticamente em um bem necessário, sendo muitas vezes utilizado como avaliação do grau de status de uma pessoa. Assim, ricos ou pobres, todos reservam uma boa parte de seus orçamentos para comprar o carro mais adequado.

Acontece que a satisfação em ter um bom carro depende muito do local da compra. Ninguém quer gastar suas reservas com a compra de um carro, seja ele novo ou usado, para depois ter despesas a mais com avarias e reparos. Para evitar gastos desnecessários apresentamos os principais fatores para escolher a melhor concessionária.

Financiamento baixo

A primeira etapa é definir qual veículo você deseja, pois nem sempre a concessionária com melhor reputação terá as condições mais adequadas para tal modelo. Por outro lado, se você pretende fazer um financiamento, escolher o veículo através da concessionária pode ser a melhor opção.

As taxas de juros das montadoras estão menores que as dos bancos, mesmo porque existe o interesse direto em fechar a venda do carro. De acordo a Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (ANEF), os bancos de montadoras em geral cobram 1,47% ao mês, enquanto os bancos tradicionais têm taxas de 1,68%.

Tenha em mente que quando solicitar um financiamento comum de Crédito Direto ao Consumidor (CDC) é preciso se ater no Custo Efetivo Total (CET) da proposta, que consta todos os impostos e taxas, e não se deixe iludir apenas pelos valores nominais. Neste caso, a regra para escolher a melhor concessionária é a que tiver menor custo.

Tempo de mercado

A experiência de mercado é outro requisito fundamental. As concessionárias tem a preocupação por manter o renome no mercado e a estabilidade já atesta sua qualidade. Quanto mais tempo de casa maior será a confiabilidade. O que não quer dizer que seja uma regra absoluta. Existem ótimas concessionárias iniciando no mercado e outras com longa tradição e má reputação.

Para não errar, faça uma pesquisa na internet em sites especializados em automóveis, onde você poderá encontrar rapidamente dados importantes como o histórico de reputação, qualidade de atendimento e resposta de soluções das concessionárias.

O site Reclame Aqui, por exemplo, fornece o histórico das reclamações, grau de satisfação e índice de soluções das concessionárias espalhadas por todo o Brasil. Faça uma comparação para saber qual tem a melhor avaliação e não decida antes de fazer uma verificação pessoalmente no local.

Serviço pós-venda

Não deixe de avaliar as condições do pós-venda, uma vez que será preciso revisões periódicas, implicando muitas vezes em manutenções, higienizações, alinhamento e balanceamento, entre outros serviços. Algumas concessionárias já oferecem a venda com alguns serviços inclusos ou garantem atendimento personalizado com agendamento e veículo reserva.

Aliás, as concessionárias de maior porte, com filiais em diversos estados e com renome no país, também trazem mais vantagens na hora do pós-venda, pois a boa reputação a nível nacional garante um padrão de qualidade e treinamento em toda a rede, o que pode ser muito necessário se você precisar de algum serviço fora do seu Estado.

Preço final

Embora o preço seja o que mais nos atrai, desconfie de valores muito abaixo do mercado. Os veículos já tem um preço médio fixado pela tabela FIPE e se tratando de um usado em boas condições o normal é até custar um pouco acima.

Vantagens adicionais de serviços e promoções, por sua vez, fazem a diferença no final das contas. Mas não se deixe confundir apenas com promessas de mil vantagens. Faça as contas e confira quem ter o melhor preço final.

Test-drive

Quando se trata de um veículo usado é indispensável solicitar um test-drive, para verificar o estado do motor, o controle da direção, o conforto dos bancos e identificar possíveis problemas de funcionamento. Mesmo para 0 km é importante fazer o test-drive para experimentar se o veículo na posição de condução lhe agrada.

Se não o veículo não tem nenhuma avaria não há razão para negar um test-drive, sendo que os modelos novos com a oferta de test-drive já é um indicativo que o carro atende os padrões dos consumidores. Caso contrário pode desconfiar.

Relatório

A compra de veículo usado exige vigilância redobrada e muita confiança na concessionária ou revenda. Mas para não ter más surpresas, peça o relatório dos processos de venda dos veículos, onde é possível conferir os dados originais, duplicidade de motor, adulteração de chassi, indício de sinistro, recall, histórico de leilão e restrição financeira.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?