Nissan apresenta tração 4×4 especial em novo projeto

Um dos grandes lançamentos da Nissan em 2019 é o novo Altima, um sedan de luxo e estilo requintado. Recentemente a marca nipônica anunciou uma adaptação do modelo para o Canadá, país onde a neve muitas vezes cobre as ruas e estradas, que é um sistema radical de tração 4×4.

Notícias
4 meses atrás
Nissan apresenta tração 4×4 especial em novo projeto

Altima-te AWD: um novo conceito de 4×4

No Salão do Automóvel de Montreal a Nissan acaba de apresentar o Altima-te AWD, uma versão do sedan que conta com tração integral – como o nome faz referência – mas não com rodas convencionais, e sim com lagartas, parecidas com aquelas dos tanques de guerra.

O Altima tradicional já traz um grande diferencial em relação ao segmento de sedans norte-americanos, uma vez que é o primeiro com tração integral – item que costuma equipar apenas carros maiores como SUV’s e Crossovers.

Nissan Altima-te AWD
Nissan Altima-te AWD

Contudo, nesta versão o modelo não apenas oferece a tração 4×4 como altera as rodas tradicionais pelas lagartas, semelhante ao crossover Rogue Warrior. Com isso, a marca quer transmitir uma mensagem clara: o Altima-te AWD é um veículo seguro para enfrentar situações desafiadoras.

A transformação

Não é difícil imaginar que a transformação do modelo foi bastante complexa, pois todo conjunto do veículo precisou de ajustes, desde a própria carroceria e chassi, como os mecanismos de suspensão e freios.

Nissan Altima-te AWD
Nissan Altima-te AWD

Nissan Altima-te AWD
Nissan Altima-te AWD

A empresa responsável pelas modificações foi a Motorsports in Action (MIA) com base no Quebec. Ela utilizou o sistema de lagartas DOMINATOR da American Track Truck. As lagartas medem 1.220 mm de comprimento, 750 mm de altura e 380 mm de largura.

Nissan Altima-te AWD
Nissan Altima-te AWD

Segundo a própria marca, as modificações feitas no Altima-te AWD foram mais radicais do que as do próprio Rogue Warrior. O que salta aos olhos imediatamente são os para-lamas, com design agressivo e ousado, aumentando 18 cm para cada lado do veículo. Eles cresceram para acomodar o sistema de lagartas e evitar que a neve projetada pelo movimento alcance as janelas e para-brisas do veículo.

Mas não foi só o desenho que mudou, esses mesmos para-lamas precisaram ser construídos com um material especial, resistente às baixas temperaturas a que será exposto. Ele está composto de espuma de alta densidade e resina epóxi, material utilizado em estruturas náuticas com frequência. Só esse projeto custou 150 horas de trabalho.

Preservaram-se as proporções de um sedan

Na medida do possível, foram preservadas as proporções de um sedan, ou ao menos suas linhas gerais. Para contribuir a esse propósito, a Motorsports in Action (MIA) projetou e produziu componentes para elevar o modelo em 80 mm. Além disso, foi feita uma redução em 30 mm na altura das longarinas do chassi, e, por fim, a suspensão foi elevada em 50 mm.

Toda a geometria das suspensões também sofreu adaptações para se adequar às exigências de um sistema tão inusitado. O projeto foge bastante da realidade brasileira, mas com certeza será um grande sucesso no Canadá, onde o modelo está sendo exibido nestes dias.

carro.blog.br

O carro.blog.br é um espaço voltado para quem ama as máquinas que nos fazem companhia tanto na rotina do dia a dia quanto na diversão do final de semana.

Vamos Bater um Papo?